Home Colunistas Coluna do Cláudio Humberto “Estamos muito entusiasmados 
com a perspectiva”

“Estamos muito entusiasmados 
com a perspectiva”

“Estamos muito entusiasmados 
com a perspectiva”

Cláudio Humberto

Onyx Lonrenzoni (Casa Civil) sobre a aprovação da PEC da Previdência neste semestre

Maia sonha governar o país até como premiê
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não disputará a prefeitura do Rio em 2020, tampouco o governo do Estado, em 2022. Mas seu projeto é “uma disputa majoritária”. Adoraria governar o Brasil. Acha-se em plenas condições e politicamente maduro para concorrer à presidência da República, mas admite suas limitações. Ainda que seja projeto distante, gostaria de ajudar a viabilizar a mudança do sistema de governo para uma espécie de presidencial-parlamentarismo.

Chefe de Estado
Rodrigo Maia imagina o Brasil em um sistema onde o chefe de Estado teria funções ampliadas, como no modelo francês, mas não governaria.

Modelo francês
No modelo sonhado por Maia, o presidente seria o responsável pelas áreas de Defesa e Relações Exteriores, por exemplo. E só.

Chefe de governo
Se depender de Maia, a gestão do país seria entregue a um primeiro-ministro convencional ou presidente de governo, como na Espanha.

Senado é o plano C
Se tudo der errado em suas pretensões políticas, Rodrigo Maia tem dito a amigos que na pior hipótese tentaria uma vaga no Senado.

DF: 43,4% aprovam Ibaneis
Levantamento no Distrito Federal entre os dias 22 e 26 de abril revela que a gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB) tem 43,4% de aprovação, enquanto 50,6% a desaprovam. Porém, quando solicitados a qualificar o governo, a avaliação positiva dos entrevistados soma 59,7%: é Ótima para 3,4% do total, enquanto 20,8% avaliam como Boa a administração de Ibaneis Rocha e 25,5% consideram-na Regular.

Calcanhar de Aquiles
A pesquisa indicou também que para 66,9% da população a Saúde deveria merecer do atual governo de Brasília a principal prioridade.

Segundo bem distante
Saúde é algo central para a população do DF que a área em segundo lugar na lista de preocupações é Segurança, com apenas 9,4%.

Outras preocupações
Educação (7,5%), desemprego (3,6%) e transporte (1.9%) estão entre as preocupações, no DF, na pesquisa que entrevistou 1542 eleitores.

Deu certo
Toda a movimentação de Juan Guaidó na Venezuela, nesta terça, parece ter sido organizada para libertar o líder político Leopoldo López, antes que ele fosse assassinado pela ditadura de Nicolás Maduro.

Sentença na rua
O ministro Luís Roberto Barroso incomodou de modo particular os colegas quando, em Nova York, elogiou o clamor mais que qualquer outro valor, ao afirmar que faltam confiança e credibilidade ao STF porque o povo “não concorda” com decisões dos ministros.

Não fazem o básico
Está desatualizado desde 4 de abril o documento da Secretaria Geral da Câmara que mostra o “ritmo de trabalho” a Rodrigo Maia. Os servidores ganham muito, mas prevalece o corpo mole.

Felizes com o chefe
Apesar do que dizem as ONGs, que perderam poder e dinheiro com as mudanças, os servidores da Funai estão satisfeitos com a atuação do novo presidente, general Franklimberg Ribeiro de Freitas. Dizem que ele tem mostrado serviço e conhecimento técnico da área.

Olha a carta
A deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) parou no tempo, ignorando as novas tecnologias. Pediu ressarcimento de R$ 4494,09 com gastos de serviços postais. Deve ser a troca de cartas com o presidiário Lula.

Saudade das boquinhas
Petistas reclamam e chamam o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) de “anti-ministro”. Eles estão inconformados é com a extinção de cargos, boquinhas antes ocupadas pela companheirada.

Que vergonha
Em Itapipoca, uma multidão acompanhou o cortejo fúnebre de um traficante que, além de vender drogas, assaltava bancos. Seu apoio era decisivo na eleição para prefeito. Que Estado é esse?! Ceará, Brasil.

Deveria extinguir
O Tribunal Regional Federal da 1ª Região vai leiloar carros oficiais usados pelos desembargadores. São sete Ford Focus, pretos, 2006. Poderia aproveitar e dar o exemplo, extinguindo a absurda mordomia.

Pergunta nas federais
Neste Dia do Trabalho, vai ter greve de filósofos e sociólogos?

PODER SEM PUDOR
Ops, erramos
O jornalista alagoano Jorge Oliveira resolveu visitar o amigo e conterrâneo Renan Calheiros, então presidente do Senado. O ganhador do Prêmio Esso chegou com dificuldade à residência oficial, na Península dos Ministros, por causa de uma bota de gesso no pé, mas avisou que estava ali para visitar o presidente e foi acomodado na sala. De repente, apareceu Severino Cavalcanti, então presidente da Câmara, com quem conversou por mais de uma hora. Imaginava tratar-se de outro visitante até descobrir, encabulado, que a residência do presidente do Senado era outra, a vizinha.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com