Home Colunistas Coluna do Cláudio Humberto “Estamos confiantes que vamos atingir um meio termo”

“Estamos confiantes que vamos atingir um meio termo”

“Estamos confiantes que vamos atingir um meio termo”

Cláudio Humberto

Ministro Paulo Guedes (Economia) sobre reforma da Previdência tentando agradar o PP

Governo vai acabar com farra de conselhos ministeriais
O governo decidiu acabar com a farra de diárias e passagens de integrantes de conselhos ministeriais. Somente no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos são quase 400 conselheiros em 12 conselhos, na maioria militantes partidários. Metade dos conselheiros é de representantes de ONGs, “organizações não-governamentais” que não vivem sem dinheiro governamental, até para bancar suas viagens.

Videoconferências
O governo pretende substituir a farra de viagens por videoconferências, aproveitando as possibilidades oferecidas pela moderna tecnologia.

Farra de ONGs
No Conama, conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, 14 dirigentes de ONGs torram R$ 40 mil por mês com suas idas e vindas.

Nosso bolso
Cada conselheiro de ONG recebe diárias de R$ 321 e mais R$ 95 para deslocamento, além das passagens aéreas de ida e volta para Brasília.

Utilidade duvidosa
Tem de tudo nos 12 conselhos no âmbito do Ministério da Mulher Etc, alguns superpostos e grande parte de utilidade duvidosa.

‘Novo Código Comercial’
Na lista de propostas para destravar a economia, que o governo Jair Bolsonaro negocia com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, esconde-se um que, aprovado, teria efeito oposto, devastador. Trata-se do projeto de “Novo Código Comercial”, monumento ao engessamento burocrático dos negócios. O autor oficial é Renan Calheiros (MDB-AL), mas um petista religioso o elaborou.

Atentado à liberdade
Definido como um “atentado ao empreendedorismo”, o projeto é de autoria intelectual do jurista filopetista Fábio Ulhôa Coelho, da PUC-SP.

Elogio ao atraso
Ulhôa Coelho fez um projeto de concepção antiquada, burocratizante, com quase mil artigos que constituem verdadeiro elogio ao atraso.

Abra o olho, capitão
O autor do projeto é ligado aos petistas José Eduardo Cardozo, ex-ministro de Dilma, Vicente Cândido e Paulo Teixeira, de São Paulo.

Pessimismo militante
A queda no superávit em abril foi alardeada por jornalistas como fruto da queda na arrecadação e não pelo aumento das despesas. Só que a arrecadação subiu 1,28% em abril e foi a melhor desde 2014. Mas esse é apenas um detalhe para os que sofrem do Complexo de Cassandra.

Vai para o saco
Com dívidas financeiras de R$ 11 bilhões a Atvos, braço sucroalcooleiro do grupo Odebrecht, entrou com pedido de recuperação judicial em São Paulo, após tentar sem sucesso um acordo com os credores.

o poder
O senador Fernando Bezerra conseguiu a substituição de Alfredo Bertini, que foi da equipe de Paulo Guedes (Economia), por Antônio, irmão de Eduardo Campos (PSB), na Fundação Joaquim Nabuco.

o poder
O ex-ministro Mendonça Filho (DEM) emplacou um ex-assessor no MEC, Leonardo de Souza Leão, na diretoria de Gestão e Articulação do bilionário FNDE, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Que fase…
Ex-deputado de mandato único, e pelo Partido Verde, Evandro Gussi põe as mangas de fora na Câmara, agora presidente da Única, por indicação da Raizen, distribuidor de combustível indócil com a venda direta, que dispensa sua existência. E reduz os preços ao consumidor.

Aqui, não
O presidente do Cidadania (ex-PPS), Roberto Freire, nega qualquer chance de filiação do tucano Aécio Neves (MG). Segundo ele, o partido busca lideranças que contribuam com a renovação política brasileira.

Trilha de ACM
A iniciativa do presidente Jair Bolsonaro de ir a pé à Câmara, para a homenagem a Carlos Alberto de Nóbrega, do SBT, fez lembrar o velho ACM, que fazia sempre a mesma caminhada. Em sentido contrário.

Pandemônio
A caminhada Jair Bolsonaro do Planalto para a Câmara foi terror para a segurança, que parou o trânsito para a travessia. Na volta, alguém deu um toque e o presidente esperou o sinal fechar para atravessar a rua.

Pensando bem…
…se aprovada no primeiro semestre, a reforma da Previdência fará muita gente soltar fogos no São João. Outros vão cuspir fogo mesmo.

PODER SEM PUDOR
Senador interrompido
Disposto a ajudar o governo a assegurar o quorum da Comissão de Orçamento, certa vez, o senador Wellington Salgado (PMDB-MG) saiu às pressas do banheiro. Chegando ao plenário, reclamou de Heráclito Fortes (PFL-PI), que tentava obstruir a sessão. Língua afiada, Heráclito não perdoou:
– O senador Wellington Salgado reclamou que saiu correndo do banheiro. Agora, pode retornar o interrompido…

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com