Home Colunistas Coluna do Cláudio Humberto “Como sempre, o PT 
age contra o Brasil”

“Como sempre, o PT 
age contra o Brasil”

“Como sempre, o PT 
age contra o Brasil”

Cláudio Humberto

Deputada Carla Zambelli (PSL-SP) sobre a obstrução do PT ao crédito suplementar

Câmara bate recorde em regalias
As regalias que o contribuinte banca na Câmara dos Deputados não se limitam apenas aos salários de mais de R$ 33 mil dos parlamentares e verbas de R$ 150 mil para o gabinete de suas excelências. Também acabam na conta do contribuinte brasileiro mimos para funcionários públicos da Câmara, como mesas de jantar e até orientador/professor para o trabalho de conclusão de curso de funcionário da Casa.

Quem põe mesa
Acabou na nossa conta quatro mesas de jantar compradas por R$ 3,4 mil cada. Na melhor hipótese, se destinam aos imóveis funcionais.

Professor na nossa conta
Servidor da Câmara ganha bem, mas foi o contribuinte quem pagou R$ 694 pela contratação de um professor particular para o abastado.

Haja tinta
Até conta do “século passado” é repassada ao contribuinte: a Câmara já torrou este ano mais de R$ 5,1 mil em 1,6 mil carimbos sortidos.

Dá um Google
A Câmara contratou, por R$ 4 mil empresa “especializada em pesquisas via web” para levantamento de salários. No Google seria grátis.

Lula e Cunha
Atendendo a defesa de Lula, com parecer favorável do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça adotará pesos e medidas distintos para casos idênticos. Outro presidiário ilustre por crime da mesma laia, Eduardo Cunha já poderia estar no semiaberto ou em prisão domiciliar, mas o MPF foi contra e a juíza Carolina Lebbos, da vara de execuções penais de Curitiba, assentiu, lembrando que o criminoso é reincidente: há outra condenação em primeira instância. E o manteve na prisão.

Reincidência conta
A defesa de Cunha reclamou porque a segunda condenação ainda não foi confirmada em segunda instância, mas não teve choro nem vela.

Dois pesos…
Os casos são idênticos: Lula já pode ter o semiaberto, mas há uma segunda condenação a 12 anos e 11 meses, tanto quanto Cunha.

É só o começo
Condenado pela propina recebida por meio do triplex do Guarujá e do sítio de Atibaia, Lula enfrenta outras seis acusações igualmente graves.

Sob nova direção
O novo presidente do PSDB, Bruno Araújo, tem a missão de levar o partido ao centro, sem a lorota de “centro-esquerda” de antes. O antecessor Geraldo Alckmin quase fez de tucano espécie em extinção.

Falta de consideração
O MPF acusa Romero Jucá de haver colocado Sergio Machado na presidência da Transpetro. Já Renan Calheiros, que o manteve no cargo por 11 anos, deve ter odiado tamanha falta de reconhecimento.

Pegaram leve
O Procon-SP multou Latam, GOL e Azul em R$ 6,9 milhões por cobrança antecipada da marcação de assentos. Faltou mandar devolver, em dobro, valores tomados dos passageiros lesados.

Sabe quem está lá
A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) está surpresa com o nível de desconhecimento sobre o parlamento. “Pessoas que não estão aqui dentro”, diz ela, acham que “sabem mais do que quem está dentro”.

Ambiente favorável
O número de emendas apresentadas à reforma da Previdência do governo Bolsonaro é bem menor do que as 460 apresentadas durante idêntica discussão no governo Lula.

Na nossa conta
Sem conseguir cobrar a energia em áreas comandadas pelo tráfico ou milicianos, os “gatos” no RJ equivalem a 24% da energia consumida no Estado, equivalente a todo o consumo do Espírito Santo.

Contra a corrupção
A Frente Parlamentar Ética Contra a Corrupção realiza, nesta quinta, seminário sobre medidas para a redução da impunidade, como o fim do foro privilegiado e a reformulação do Tribunal de Contas da União.

Aprendeu rápido
O deputado Alexandre Frota (PSL-SP) tomou gosto pela política. Em reunião do Congresso, anunciou a liberação da bancada para votar de acordo com a consciência de cada deputado. Todos ficaram surpresos.

Pensando bem…
…o Congresso tem engessado tanto orçamento e as prerrogativas que em breve o presidente será eleito só para cumprir tabela.

PODER SEM PUDOR
O voto de cabresto
Trinta anos antes do documentário “Peões”, sobre a trajetória de Lula, o documentarista Eduardo Coutinho imortalizou em “Teodorico Bezerra – O Imperador do Sertão” a história do major potiguar que pedia votos assim:
– Olhe, você não tem um boi, uma galinha, um terreno… Nada para me dar. Você só tem o voto. É só o que peço – dizia o major aos empregados.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com