Home Colunistas Coluna do Cláudio Humberto “A crise Amazônica falsa é fruto do acordo comercial com a Europa”

“A crise Amazônica falsa é fruto do acordo comercial com a Europa”

“A crise Amazônica falsa é fruto do acordo comercial com a Europa”

Cláudio Humberto

Ministro Abraham Weintraub (Educação) sobre as críticas sincronizadas ao Brasil

PSL veta Parlamento Europeu na reunião do Brics
Em protesto contra o presidente da França, que lidera ataques ao Brasil, o deputado Luciano Bivar, presidente do PSL, não convidará integrantes do Parlamento Europeu, de forte influência francesa, para participar como observadores do encontro, em Brasília, dos partidos políticos do Brics, grupo integrado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Na condição de “anfitrião”, o PSL organizará o próximo encontro de parlamentares e partidos do Brics, no fim de outubro.

E o outro lado?
Bivar ficou indignado com a atitude de Emmanuel Macron de discutir “queimadas” na Amazônia, no G7, sem ao menos ouvir o Brasil.

Observadores
Além dos partidos de países do Brics, participam representantes de partidos cujos países que integram outros blocos econômicos.

Reunião preparatória
A reunião dos políticos do Brics em outubro, incluindo observadores, é preparatória do encontro dos governantes, em novembro.

Respeito é bom
Todos os países devem respeitar a soberania dos outros, diz Luciano Bivar, sem basear acusações em fatos e fotos falsas sobre o Brasil.

Finlândia prega boicote para vender mais carne
O governo da Finlândia propôs nesta sexta-feira (23) o banimento da carne brasileira da Europa. O motivo é tão simples quanto sujo: tenta aumentar as vendas de seus próprios produtos no mercado europeu. A pecuária representa atualmente quase US$ 700 milhões das exportações da Finlândia, que se une a outros produtores agropecuários de má qualidade, como Irlanda e França, em uma nova tentativa de barrar a hegemonia brasileira nesse setor.

Comparação
Em 2018, as exportações da Finlândia somaram US$70 bilhões, enquanto as exportações brasileiras ultrapassaram os US$181 bilhões.

Finlândia? Nem aí
A Finlândia não tem grande apreço pelo Brasil, mas adora o mercado brasileiro, fazendo-nos comprar até suas quinquilharias eletrônicas.

Dilma no coração
Saudosista, a Câmara de Comércio Brasil-Finlândia ainda se refere ao presidente do Brasil, no seu site desatualizado, como “Dilma Rousseff”.

Enganadores
As ONGs e seus aliados na mídia brasileira nada divulgam sobre queimadas ou “devastação” da Amazônia na Venezuela e na Bolívia. Devem achar que os ditadores de ambos os países regam as árvores.

Cortes sem protestos
O governo socialista de Portugal anunciou cortes em Educação e na Cultura, mesmo com a economia bombando. A dúvida é se os petistas que vivem em Portugal vão protestar nas ruas, como no Brasil.

Ideia para Macron
Se o francês Macron quer mesmo ajudar a Amazônia, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) sugere que ele mande “coletes amarelos” para se juntar à brigada de combate às queimadas. Ele se livraria do problema do qual tenta desviar a atenção usando a Amazônia.

Noticiário fake
A revista National Geographic Brasil divulgou que a Amazônia está “pegando fogo”, em razão do “desmatamento”, e ilustrou a fantasia com a foto de uma plantação próxima ao Parque do Iguaçu, no Paraná.

Macron mente
A hashtag #MacronLies (Macron mente) virou o segundo assunto mais comentado do Twitter na noite de sexta-feira, após o presidente francês publicar foto de “incêndios na Amazônia” que na verdade era de 1989.

Ah, a concorrência
Bastou a Azul conseguir entrar no restrito mercado de slots de voos na ponte aérea RJ-SP, que a Latam se mexeu e anunciou que vai parar de cobrar por snacks e bebidas, além de água, a partir deste sábado.

Pensando bem…
…a manifestação na Av. Paulista na sexta-feira à noite parecia balada patrocinada por marca de cerveja e partido político.

PODER SEM PUDOR
Sem explicações
Paulo Maluf perdeu a eleição para prefeito de São Paulo, em 1990, apesar do gênio criativo do marqueteiro Duda Mendonça – que fez um dos primeiros trabalhos importantes na área. Duda decidiu explicar as razões da derrota e até pedir desculpas. Maluf não o permitiu: “Meu caro Duda, nunca se explique. Para os amigos não precisa e, para os inimigos, não adianta!”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com