Home Colunistas Canal 1 O delicado momento da teledramaturgia da Record

O delicado momento da teledramaturgia da Record

TV Tudo!

Nesse episódio envolvendo a crise do coronavírus a Record entrou na contramão da TV Globo em relação aos profissionais da teledramaturgia e disparou demissões. A parceira Casablanca, responsável pela produção de novelas e séries, em meio à paralisação de tudo por causa da pandemia, não pensou duas vezes.
A empresa só aguardou o desembarque do pessoal (produtores, maquiadores, figurinistas…) que estava no Marrocos, gravando “Gênesis”, e dispensou todo mundo. Elenco e diretores escaparam dos cortes porque são contratados da própria Record e não da Casablanca, mas também eles não estão imunes de perderem seus postos.
Em contato com a coluna, alguns atores reclamam da falta de comunicação com a emissora. Há contratos chegando ao fim em abril e ninguém se pronuncia. Difícil saber como o seu departamento de teledramaturgia emergirá após esse problema do coronavírus, uma vez que sua estrutura é infinitamente menor que a da Globo e a produção, terceirizada. Os estúdios Casablanca (ex-RecNov) só não vão se tornar uma “cidade fantasma” porque o jornalismo, necessário, continua vivo.

Indefinição
A situação da Jovem Pan com o comentarista Marco Antonio Villa continua a mesma.
Não houve mais nenhuma conversa, desde o dia em que foi afastado. Villa continua com o seu canal, está escrevendo dois livros e publicando artigos na Isto É.

Opção
A todos os apresentadores de programas na Band foi oferecida a escolha de continuar no ar ou, por causa do Coronavírus, se afastar do trabalho. A maioria, como Renata Fan e Neto, por exemplo, ainda que obedecendo cuidados, preferiu seguir normalmente.

Prestação de serviço
A rádio Bandeirantes e a BandNews FM estão divulgando no ar nomes e forma de contato de restaurantes e bares que vão manter o serviço de delivery durante a quarentena.
Âncoras estão pedindo para que os donos dos estabelecimentos se manifestem pelo serviço de WhatsApp.

Pilotando
O novo jornal pensado para a Rede TV!, em cima do atual momento e o coronavírus como pauta única, já teve piloto gravado. E Marcelo do Ó e Amanda Klein usados como apresentadores.

Porém…
A direção da Rede TV! ainda não tem uma decisão sobre o seu lançamento. E nem mesmo se será às 21h30, como inicialmente foi planejado.

Tudo parado
As gravações do “Que História é Essa, Porchat?”, como quase tudo, foram paralisadas.
Só tem mais um inédito para a semana que vem. Agora será tomada decisão sobre o que será nos próximos tempos. Se entram reprises ou um material que ainda não foi utilizado.

Bom senso
Olha aí que bom: na Rede TV! todas as gravações de programas foram interrompidas.
Luciana Gimenez, na segunda-feira, foi a última. Apesar de algumas rebatidas, como o vídeo gravado pelo Marcelo de Carvalho na semana passada, prevaleceu o bom senso.

Pacote fechado
A Globo conseguiu fechar no último domingo o trabalho de edição da novela “Salve-se Quem Puder”, que deixa o ar no próximo sábado. A exemplo dos demais horários, o das sete da noite também vai aguardar uma solução para o problema do Coronavírus.
Na segunda, volta “Totalmente Demais”.

Canal 1
Flávio Ricco é jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com