Home Colunistas Artigos A grande história da Pequena Pátria

A grande história da Pequena Pátria

Itajaí ganha nesta quarta-feira, 29, uma obra fundamental para o conhecimento da história da cidade, desde a aldeia inicial até sua transformação em um dos municípios mais pujantes do nosso estado e do nosso país. Trata-se do livro “Pequena História de Itajaí”, de autoria do professor Edison d’Ávila, que será lançado no hall do Teatro do SESC, às 19h. O livro é uma segunda edição revista e ampliada da obra original sobre a história da cidade, lançada pelo autor em 1982.
A nova obra de Edison d’Ávila, a qual tive o privilégio de ler nos originais, aprofunda os temas narrados anteriormente, acresce valorosas descobertas, e descreve, sob diversas óticas, o processo formador de nossa cidade e do nosso povo. O trabalho é resultado de extensa pesquisa, novos estudos e teses do autor, acrescidas de citações e referências de trabalhos de outros autores que se debruçaram sobre as notícias históricas do esforço de formação de nossa cidade, riqueza e identidade.
As características geográficas que propiciaram a aventura inicial do desenvolvimento, o espírito empreendedor dos colonizadores de diversas origens que com seu trabalho, dedicação e crença no futuro, deixaram suas marcas, a luta política local, os reflexos dos fatos políticos nacionais e internacionais por aqui, os usos e costumes do povo no decorrer da experiência formativa, as imensas dificuldades que tiveram de ser contornadas, as transformações urbanísticas, as controvérsias históricas, os fatos pitorescos, enfim, tudo o que de mais significativo aconteceu no decorrer da história da cidade está descrito e documentado com a fluidez, a clareza e a elegância do texto de Edison d’Ávila, o que torna ainda mais convidativa a leitura de sua obra fundamental.
Esta “Pequena História de Itajaí” é, também, um grande texto de amor à cidade e ao povo que a construiu, escrito com gênio por um Itajaiense maior, um educador e historiador, um cidadão completo, que emprestou e empresta seu trabalho, vocação e esforço às causas da educação, da cultura e da cidade.
Afora os grandes temas históricos abordados na obra, esta “Pequena História de Itajaí”, que não é pequena é grande, emociona e comove quem a lê na reprodução bem amarrada de curtas narrativas de memorialistas do passado que vão perpassando o dia a dia da aldeia, da vila, da cidadezinha, e que despertam no leitor o sentimento de pertencimento, o sentimento de nos reconhecermos como povo, comunidade, cúmplices e partes de uma mesma aventura. E isso só é possível acontecer, esses sentimentos aflorarem durante a leitura, pelo fato de Edison d’Ávila não ser apenas um grande historiador, ele é, também, um excelente e sensível escritor. Por isso, a partir do seu lançamento nesta quarta-feira, tenho certeza que esta “Pequena História de Itajaí” já nasce como obra essencial da literatura da nossa Pequena Pátria, do nosso estado, e do nosso grande país.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com