Ação de graças da câmara da Dubai Maravilha, salva o peru, ops, galo

08/07/2020 11:15

Lá na terra do Tio Sam, no dia 24 de Novembro é feriado nacional, o Dia de Ação de Graças, considerado um dia de agradecimento a Deus, pelos bons acontecimentos no decorrer do ano. A tradição, coloca que o presidente americano, neste dia salve um peru, em detrimento de milhares de aves que vão parar na panela. Pois, nossos heróis legislativo da Dubai Maravilha, talvez, em alusão a data estadunidense, resolveram salvar da panela o peru, ops, o galo da Barra.

Escapou
O vereador galo da barra, Asinil Medeiros (PL), escapou da panela, ops, cassação na casa do povo, porque a comissão ética, que nunca fez nada, perdeu o prazo para levar abrir o processo de cassação no plenário. A denúncia contra Medeiros acabou arquivada.

Passaram a mão na cabeça
Dois vereadores do mesmo partido do vereador Asinil, votam na comissão, Pedro Francez que queria mais prazo e Juliethe Nitz, que votou pela absolvição do colega, condenado na dona Justa por mais de dois anos de prisão, em regime aberto, por venda de alteração no plano diretor da city praiana. O vereador Elizeu Pereira (MDB), também votou pela absolvição do galo, digo, do colega.

Legal
Incrível que a casa do povo da Dubai ficou fechada por algum tempo e teria que ter o prazo ampliado da comissão para apresentar a bronca, ops, denúncia ao plenário, mas preferiram o arquivamento, segundo entendimento jurídico do legislativo.

Seguido
O entendimento foi seguido pelo presidente Omar Tomalih (Podemos) que já privilegiou, digo, protegeu o colega Moacir Schimdt (PSDB), de ser cassado, ao não permitir que a denúncia fosse lida em plenário, dentro do prazo legal. O corporativismo impera na casa do povo, vamos ver se o eleitor também vai absolver o condenar essa turma nas urnas.

Pra uns
Engraçado que o presidente da sigla, o vice-prefeito Carlos Humberto (PL) que virou bolsonarista, na verdade, querendo surfar na onda com discursos extremamente moralista, se calou sobre a questão, não dando um pio ao vereador que foi condenado em segunda instância por corrupção. Seriam dois pesos e duas medidas? O discurso vale para os outros, mas, para os meus pares…

Foto (Divulgação) Corporativismo acima de tudo.. Livrar o Galo condenado por corrupção acima de todos!

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: