OAB de Camboriú em chamas

27/06/2020 08:15

As rachaduras das paredes e piso da OAB da capital da pedrada e ex-do tiro ao vereador divulgadas em matéria por esse DIARINHO podem expor muito mais do que imagina a nossa vã filosofia.
Bisbilhoteiros de plantão da capital da pedrada vieram correndo contar a esse socadinho escriba que os bastidores da entidade estão em chamas.

Maré contra
A ex-presidente toda poderosa da entidade, Jucelia Vinholi, esperneia na tentativa de manter o reinado e desviar o foco, mas a maré não anda muito lá a seu favor. Bastasse a notícia dos problemas estruturais no prédio que ela inaugurou há menos de dois anos, agora a ex-toda poderosa está sendo investigada pela possível prática de nepotismo na OAB Camboriú.

Parentada
O procedimento está com o Ministério Público Federal que, um pouco antes da pandemia, teria pedido informações à OAB Santa Catarina sobre as contratações de funcionários na subseção da capital da pedrada para colocar a lupa na parentada empregada, principalmente a irmã e nora da ex, que também são tia e cunhada da atual vice, Mariana, filha de Jucélia.

Primeira baixa
A investigação do MPF já causou a demissão da primeira parente, a irmã de Jucélia e tia de Mariana Vinholi que por anos a fio trabalhou na OAB da capital da pedrada. Como o esperneio é de praxe, a torcida organizada da ex-toda poderosa – uma minoria barulhenta, tenta confundir a cabeça dos incautos.

Insensíveis
A filha do presidente do legislativo, Zeca Mandão Simas (DEM), a advogada Micheli Simas, fiel escudeira de Jucelia resolveu entrar no rolo e postou que a irmã da ex-toda poderosa foi demitida por mensagem, culpando a atual gestão de insensibilidade. Pode até parecer, mas o caso é de investigação que pode terminar em improbidade administrativa.

Não pode
A filha de mandão alega que a irmã de Jucélia foi demitida logo depois de perder o marido para a Covid e de também estar com suspeita da doença. É uma pena, desejamos força e melhoras, mas, nepotismo não pode não. A regra é clara.

Nora
Além da irmã de Jucélia que é tia da atual vice-presidente e filha de Jucelia, Mariana Vinholi, os procuradores também querem saber se é verdade que a nora da ex-presidente e cunhada da vice, Iohana Gonçalves, também foi ou está empregada na instituição.

Será?
Há quem diga que quem levantar o tapete, vai encontrar muito mais coisa do que os pisos que descolaram menos de dois anos depois de Jucélia inaugurar a sede. Mas também há a maioria que duvida que alguma coisa vá acontecer com a ex-toda poderosa.

Só espiando
O fato é que a atual gestão encabeçada pela advogada Maria de Fathima Santini Teles está dando trabalho para Jucelia cutucando a onça com vara curta. Nepotismo não é crime, mas pode dar muita dor de cabeça e desgaste com um processo civil por improbidade administrativa. E os colegas de OAB que fizerem vistas grossas não vão ficar bem na fita. Vamos espiar onde é que isso vai parar.

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: