CPI da Cesta básica

21/05/2020 14:20

O bicho vai voltar a pegar na casa do povo da capital da pedrada e ex-do tiro ao vereador, Camboriú. E, o prefeito Elcio Bisturi Kuhnen (MDB), com certeza vai se incomodar com o novo pedido de uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI), protocolado pelas excelências excelentíssimas de oposição.

Nas alturas
As excelências excelentíssimas receberam uma denúncia de que sacolões adquiridos pra serem distribuidos pra população carente que se encontra na curva do rio, por conta da pandemia do maledito coronavírus, teriam sido superfaturadas em mais de 60%.

No MP
A bronca já se encontra no Ministério Público através de denuncia da vereadora galega Jane Stefenn e, agora estourou o pedido de abertura de uma CPI no legislativo.

Assinaram o pedincho de abertura da CPI
A vereadora Márcia Freitag (PSDB), fez o requerimento que foi assinado por seus pares, Roberto Lucio de Oliveira (DEM), Adriano Gervásio (PSDB), Victor Hugo Branco Piccoli (DEM), Jane Stefenn (PSL), Marcio Antonio Pereira (PSDB).

Colega de parlamento
A denúncia envolveria a então secretaria de Assistência Social Andréia de Souza Machado que é vereadora do MDB e, retornou para o legislativo no último mês de abril. E, foi quem ordenou a compra das cestas básicas que teriam sido supostamente superfaturadas.

Pode dar problema
As investigações da CPI que, devem trazer um novo desgaste político ao alcaide. Dependente do que rolar e com o relatório final aprovado vai uma cópia pro Ministério Público e pode dar fundamento a mais um processo de cassação. Elcio, enfrentou um ano passado que lhe encheu a cabeça de cabelos brancos.

Blog e coluna, comentaram a situação no último dia 15 deste mês de maio:

“Cestou?
A concorrência anda grande entre os gestores públicos do Brasil todo pra ver quem faz a dispensa de licitação mais suspeita nessa época de pandemia. E a minha amada Camboriú não poderia ficar pra trás.

Suposto rolo
Por lá, os línguas de trapo (arreda raça de infelizes!), lascam que suposto rolo parece estar na compra de 1250 cestas básicas sem qualquer licitação. Sério?

Atentado
Um cidadão atentado lá da Capital do Mármore resolveu dar um rolê no supermercado e comprar exatamente os mesmos itens da cesta básica adquirida pela equipe do dotô Élcio Bisturi Kuhnen (MDB) e sua secretária de Assistência Social, hoje vereadora, Andréia de Souza Machado (MDB).

Oh, dor!
A continha do cidadão comum no mercado fechou em pouco mais de R$ 70,00 para os itens fornecidos pela prefeitura. Já na compra executada pela prefa cada cesta básica saiu R$ 119,80, isso que o município comprou em escala e poderia ter negociado um descontinho maior, né não? Indignado, o abelhudo já levou a denúncia para câmara de vereadores e o assunto promete render muito ainda.”

Foto (Divulgação)

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: