Governador coloca pescado na merenda escolar

21/05/2020 19:02

Só que o governador que através de decreto, colocou os escamosos na merenda dos alunos da rede pública estadual, foi Flávio Dino (PCdoB) do Maranhão.

Aqui não
Enquanto no estado que tem a cidade com o maior porto pesqueiro do Brasil, essa importante medida pra reforçar saudavelmente a merenda servida à nossas crianças… Só que…

Difícil
A Elisabete Laurindo, a conhecida professora A Professora Bete, que foi diretora de Assistência ao Educando, na secretaria de educação de Itajaí, ao comentar sobre a decisão do governador maranhense, lascou que "os peixes sem espinha são muito difíceis de comprar. Só é possível cação que é extremamente fedido, empesteia a escola toda; panga que é de péssima qualidade. Atum, meca que daria certo é muito caro. Peixes com espinha é impossível na quantidade necessária a merenda."

Saudável
Bete diz que em Itajaí, o peixe já é servido há mais de dez anos, mas, a alunada não gostava e, a solução foi besuntar o pão dos alunos com atum em pasta. Beth foi diretora por vários anos na diretoria que administrava a merenda. E, junto com o pessoal da diretoria, ganhou prêmios, principalmente por tirar os embutidos, incluindo mais frutas diferentes, etc. Bacana!

Imagem ilustrativa

Péssimo exemplo

A coluna e o blog do JC, costuma levantar alguns exemplos de ações puramente eleitoreiras, de politicagem explícita, especialmente agora neste momento de pandemia do coronavírus. Mas ninguém tem superado a do ex-diretor na prefa peixeira e ex-presidente do Patriotas e, agora filiado ao PSL, Fabiano da Silva, que tem demonstrado ser um péssimo exemplo a ser seguido.

Ação orquestrada
Pré-candidato a vereador e oposição ao governo do paço da Vila Operária, Fabiano tem ignorado a Covid-19 e está quase que diariamente na prefa peixeira fazendo barraco, numa ação orquestrada e feita apenas pra tentar atingir a imagem do prefeito barbudinho Volnei Morastoni (MDB).

Sem educação
Fabiano vive no paço gravando lives, reclamando do prefeito pelos corredores e até ofendendo funcionários públicos, sem a menor educação e usando a desculpa de “porta-voz de categorias de trabalhadores”, como ACTs e agentes de educação e saúde.

Chamaram a polícia
Fofoqueiros de plantão contaram a este socadinho escriba que nesta semana foi preciso chamar a PM pra acabar com o showzinho que Fabiano tava dando na porta do gabinete do prefeito, falando alto e gravando uma live. O homem teria até destratado a mulher que trabalha na recepção.

Teve que sixplicar
A turma lasca que a barnabé deu queixa de Fabiano, que toda vez que aparece no gabinete a trata com grosserias e desta vez ela não deixou passar batido. Ambos conversaram com os policiais e rolou até um termo circunstanciado. É melhor Fabiano se acalmar porque seu histórico não é nada bom…

Agressão à mulher
Coçando aqui o cocuruto, não consigo entender como alguns grupos de profissionais, na grande maioria mulheres, confiam em Fabiano para “defendê-las”. Logo ele que foi condenado por agredir a ex-patroa. Isso mesmo, um cara condenado por bater em mulher agora é a salvação das mulheres? Será que essas profissionais sabem disso?

Coronhada na ex
Como a coluna já trouxe, Fabiano foi denunciado à dona justa pelo perrengue grave. Segundo relato da ex-companheira, em 2013 Fabiano tava embriagado e armado dentro da residência do casal. Com uma pistola 9 milímetros, teria começado a ameaçar a mulher de morte, batendo duas vezes com a pistola em seu rosto.

Cenas de terror
Apavorada, a mulher de Fabiano teria corrido e se trancado no quarto da filha do casal, mas a porta, segundo o relato, foi arrombada por ele, que a arrancou de lá. A fúria do presepeiro Fabiano só teria acabado depois que o irmão da vítima, que morava no piso superior, chamou a polícia. Fabiano fugiu.

Tentou fugir
Pra sair de casa, Fabiano pulou o muro, mas acabou caindo sobre a grade, que é de alumínio, fazendo um ferimento feioso no braço. Ele foi localizado pela PM e levado ao pronto-socorro do hospital Marieta pra cuidar do machucado.

Desculpa esfarrapada?
Ao MP, Fabiano negou qualquer tipo de agressão à ex-companheira e ainda disse que não fugiu. Ele justificou que pulou o muro porque teria uma reunião naquele momento e não localizava a chave do carro e do portão pra sair da residência. Acontece que o fato ocorreu às duas horas da madrugada. Papeleira.

Um ano de detenção
Em decisão de julho do ano passado, o juiz Mauro Ferrandin, da 2ª Vara Criminal de Itajaí, condenou Fabiano a ano de detenção, em regime prisional aberto, mais o pagamento de 10 dias-multa. A dona justa, porém, substituiu a detenção pela prestação de serviços à comunidade. Fabiano poderá recorrer em liberdade, mas teve que pagar todas as custas do processo.

Seguirão apoiando?
Após os acontecimentos recentes e também a lembrança da condenação de Fabiano por agredir a ex-mulher, será que grupos de ACTs e agentes de educação e saúde, por exemplo, que Fabiano afirma defender, estarão do lado dele no pleito eleitoral? Será que essas mulheres sabem e aprovam a conduta do “defensor”? Acredito que não…

Foto (Divulgação)

O mundo dá voltas

Em uma das voltas que o mundo dá, o emedebista Joãozinho Matos foi procurado pelo quarteto do MDB navegantino, os vereadores Paulo Rodrigo Melzi, Waldelir Guarezi (Badeco), Samuel Paganelli e Jassanan Ramos.

Convencer
O motivo do encontro foi convencer Joãozinho a estar junto na campanha eleitoral. Filho do ex-deputado João Matos e diretor do Colégio e Faculdade Sinergia, é um nome de peso não só para angariar votos para o projeto do partido, mas para ser candidato a prefeito.

Falta de habilidade
Vale lembrar que Joãozinho e João Matos foram destituídos da executiva do MDB pelo presidente Lino Bento, no ano passado, numa clara demonstração de falta de habilidade política para dividir a liderança no partido. Joãozinho ainda não garantiu o apoio.

Aglomeração oposicionista…

Manifestação do deputado Ivan Naatz, líder da oposição e da bancada do PL na leleia, ontem, provocou risos e descontração na pesada sessão na Alesc em que se votavam a análise de diversos vetos do governo a projetos da Casa, além do requerimento de afastamento do secretário de estado da Saúde André Motta Ribeiro por suspeita de envolvimento direto na crise dos respiradores.

Grupo de oposição
Diante frequente derrubada dos vetos e de nenhum sinal de defesa do governo, Naatz sugeriu e requereu verbalmente ao presidente da casa, deputado Julio Garcia (PSD) que a sala da liderança do governo (que está sempre vazia, segundo ele) fosse liberada e renomeada a placa para “grupo de oposição“, que tem sido maioria atuante na Casa.

Indeferia
Na mesma linha de ironia, Garcia respondeu que recebia o pedido e o “indeferia de imediato porque , na atual situação, estão proibidas as aglomerações nas dependências da Assembléia Legislativa.”

CPI da Cesta básica

O bicho vai voltar a pegar na casa do povo da capital da pedrada e ex-do tiro ao vereador, Camboriú. E, o prefeito Elcio Bisturi Kuhnen (MDB), com certeza vai se incomodar com o novo pedido de uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI), protocolado pelas excelências excelentíssimas de oposição.

Nas alturas
As excelências excelentíssimas receberam uma denúncia de que sacolões adquiridos pra serem distribuidos pra população carente que se encontra na curva do rio, por conta da pandemia do maledito coronavírus, teriam sido superfaturadas em mais de 60%.

No MP
A bronca já se encontra no Ministério Público através de denuncia da vereadora galega Jane Stefenn e, agora estourou o pedido de abertura de uma CPI no legislativo.

Assinaram o pedincho de abertura da CPI
A vereadora Márcia Freitag (PSDB), fez o requerimento que foi assinado por seus pares, Roberto Lucio de Oliveira (DEM), Adriano Gervásio (PSDB), Victor Hugo Branco Piccoli (DEM), Jane Stefenn (PSL), Marcio Antonio Pereira (PSDB).

Colega de parlamento
A denúncia envolveria a então secretaria de Assistência Social Andréia de Souza Machado que é vereadora do MDB e, retornou para o legislativo no último mês de abril. E, foi quem ordenou a compra das cestas básicas que teriam sido supostamente superfaturadas.

Pode dar problema
As investigações da CPI que, devem trazer um novo desgaste político ao alcaide. Dependente do que rolar e com o relatório final aprovado vai uma cópia pro Ministério Público e pode dar fundamento a mais um processo de cassação. Elcio, enfrentou um ano passado que lhe encheu a cabeça de cabelos brancos.

Blog e coluna, comentaram a situação no último dia 15 deste mês de maio:

“Cestou?
A concorrência anda grande entre os gestores públicos do Brasil todo pra ver quem faz a dispensa de licitação mais suspeita nessa época de pandemia. E a minha amada Camboriú não poderia ficar pra trás.

Suposto rolo
Por lá, os línguas de trapo (arreda raça de infelizes!), lascam que suposto rolo parece estar na compra de 1250 cestas básicas sem qualquer licitação. Sério?

Atentado
Um cidadão atentado lá da Capital do Mármore resolveu dar um rolê no supermercado e comprar exatamente os mesmos itens da cesta básica adquirida pela equipe do dotô Élcio Bisturi Kuhnen (MDB) e sua secretária de Assistência Social, hoje vereadora, Andréia de Souza Machado (MDB).

Oh, dor!
A continha do cidadão comum no mercado fechou em pouco mais de R$ 70,00 para os itens fornecidos pela prefeitura. Já na compra executada pela prefa cada cesta básica saiu R$ 119,80, isso que o município comprou em escala e poderia ter negociado um descontinho maior, né não? Indignado, o abelhudo já levou a denúncia para câmara de vereadores e o assunto promete render muito ainda.”

Foto (Divulgação)