Werner diz que votaria pela cassação, mas, tem compromisso com Deus

20/05/2020 14:01

O vereador Marcelo Werner (PSC), em nota encaminhada a Coluna e Blog do JC, afirma que deixou a sessão de cassação do vereador papa anjo Acácio da Rocha (DEM), que foi condenado em segunda instância por ter transado e filmado ato sexual com uma menor, de que votaria pela cassação, mas, por conta de principio religioso, teve que se ausentar.

Admiração
O articulista tem e, já afirmou em inúmeras oportunidades de que admira Werner. Ele, com a sua deficiência de visão é paratleta, advogado e vereador. Um exemplo.

Inaceitável
Contudo, não posso aceitar que se ausente por conta do que preceitua a sua religião. Se estiver morrendo alguém em uma sexta a noite ou sábado, durante o dia, não será possível contar com Marcelo. Respeito o posicionamento, mas, infelizmente, impossível, concordar.

NOTA PARA JC

JC, você tem razão, o princípio religioso, faz me reservar do por do sol as sextas-feiras até o sábado a tarde. Por isso, em quaisquer circunstâncias, política, de campanha eleitoral, social ou pessoal, eu não me disponho a participar.Esta é uma relação que tenho com Deus. Embora por princípios religiosos, eu sinto, eu percebo, eu ajo, conforme em primeiro lugar por princípios religiosos, que me dão a base de minha conduta. Isso é ato de FÉ. Coloco ainda que meu voto é e sempre será pela cassação do Vereador.

Estou a sua inteira disposição para qualquer esclarescimento que se faça necessário, ou para o que você considerar necessário. Grato e a disposição.

Vereador Marcelo Werner (PSC).

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: