Novo e Podemos visitam a choupana

20/05/2020 16:33

Dante Gervasi do Partido Novo acompanhado de Gabriel Zanon e Paulo Chaves (ambos do Podemos), visitaram a Choupana do Socadinho Escriba, ontem. Onde conversaram sobre o momento atual, a pandemia, o rumo da sigla na city peixeira e, os ex-filiados que buscam um lugar ao sol na política peixeira.

Atuante
O Novo apesar de ainda não estar constituído oficialmente em Itajaí, mantém um bom número de filiados na cidade, e continua atuante para divulgação do pensamento Liberal, lembra Gervasi.

Atuação
Os seus filiados tem acompanhado a atuação dos governantes de nossa cidade, participando dos debates públicos, questionando decisões e apresentando propostas viáveis para uma Itajaí melhor, garantem.

Acompanhados
Seus ideais e suas propostas para Itajaí podem ser acompanhados através das redes sociais do Partido Novo em Itajaí, no Facebook e Instagram, e através das apresentações que acontecerão por aplicativos de reuniões online, devido ao período da COVID-19.

Não usa
Além de ser o único partido que não utiliza a grana do Fundo Partidário e Eleitoral, o Partido Novo luta pelo corte de privilégios da classe política, pela redução do custo da máquina pública e a consequente redução da carga tributária.

Custo
Gervasi diz que em Itajaí o custo da administração pública ainda é excessivamente caro, custeado pelos altos impostos cobrados dos itajaienses. E, lasca que é um custo alto e de pouca eficiência.

Sucesso
Falando em nome dos filiados do Partido Novo em Itajaí, Gervasi diz que desejam sucesso aos pré-candidatos a vereador Gabriel Zanon e Paulo Chaves (Podemos), na certeza que continuarão a divulgar os princípios liberais, tanto nas eleições, como no exercício de suas futuras legislaturas. Ambos eram filiados do Partido Novo, e diante da não participação do partido nas próximas eleições se filiaram ao Podemos, e pretendem disputar as próximas eleições em busca de uma das cadeiras na piramidal casa do povo peixeira.

Foto (Divulgação)

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: