Temperatura quente

18/05/2020 09:26

O friozinho pré-inverno pode estar chegando aos poucos, mas na política estadual a temperatura promete continuar quente, nesta semana, principalmente pelos lados do governador da Santa & Bela, comandante Carlos Moisés (PSL).

Seis
O governador enfrenta seis pedidos de impeachment na leleia, além de ter que administrar o rolo suspeitíssimo da aquisição dos tais 200 respiradores pela bagatela paga antecipada de R$ 33 milhões, motivo e uma CPI que só está começando suas investigações e depoimentos.

Abafar
Para tentar abafar um pouca crise, além de comentar publicamente que está havendo certas precipitações na abordagem do assunto, Moisés, mais atrasado que noivo em dia de casamento, só agora, se aligeirou.

Recuperar
Moisés mandou o seu novo secretário da Casa Civil, Amândio João da Silva Junior tentar recuperar o tempo perdido em busca do diálogo que faltou desde o começo com os parlamentares, sendo que o mesmo fez uma espécie de plantão nesta semana que passou na casa do povo estadual.

Debaixo do tapete
Mais ainda teria afirmado que o tempo é de olhar para a frente, que muita coisa já é passado e que a meta principal agra deve ser a união em torno do combate ao coronavírus, recuperação econômica e tal.

Rebateu
Atitude que foi prontamente rebatida pelo líder a oposição da bancada do PL e proponente e relator da CPI dos Respiradores, o bocudo deputado Ivan Naatz, também autor de um dos pedidos de impeachment (ufa).

Varrer
“Não se pode simplesmente varrer a sujeira para debaixo do tapete “, disse ele, acrescentando que os “indícios de fraude e pilantragem com o dinheiro público “são fortíssimos e que tudo precisa ser apurado para saber quem faz parte da tal organização criminosa “que estaria agindo dentro do governo como constatou até agora as investigações também da Força Tarefa da Operação Oxigênio, cujo inquérito deve ser compartilhado com a CPI.

Esquentar ainda mais
A CPI, aliás, deve esquentar um pouco mais seus depoimentos nesta semana, já que depois de alguns depoimentos mais ligados à área administrativa e de licitações nesta terça-feira, já na quinta -feira deverá ser convocado o ex-secretário de estado da Saúde, Helton Zeferino.

Autorização
Até agora o homem foi apontado nos principais depoimentos como o responsável pela autorização final da compra dos tais respiradores que continuam dando rolo eis que uma remessa de 50 chegou ao Estado neste fim de semana, mas devem ficar retidos para perícia, eis que há suspeita de adulteração e falta de documentos.

Governador narcisista?
Ainda quanto ao comportamento do governador que tenta minimizar a questão como “problema menor” e que ainda apela para o suporte eleitoral do último pleito junto à população, o deputado Naatz lamenta que o comandante Moisés esteja se transformando no chamado político narcisista, caracterizado pela vaidade pessoal.

Empatia
Por definição, o narcisista tem problemas para criar empatia e interagir com os outros, tal como foi descrito na história deste personagem na mitologia grega. “Narciso ficou tão deslumbrado com sua beleza e com o poder que detinha em suas mãos, que começou a viver o drama da individualidade, da prepotência, até se perder dentro de seu próprio espelho, de sua própria imagem, deixando o povo à mercê do acaso, terminando em suicídio pessoal e político. Triste fim para o que se dizia uma nova esperança política”, lamenta.

Foto (Divulgação)