Câmara de Penha, afirma que não torrou dindim

11/05/2020 16:03

A assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores da capital do Marisco, encaminhou nota, relacionada a postagem do Blog do JC, sobre gastos do legislativo na gestão do pomposo presidente Isaac da Costa (PL).

Caro JC,
A respeito da nota publicada sobre a Câmara de Vereadores de Penha, salientamos que a instituição não “gastou” os valores relatados.
O valor, arredondado para cima, se aproxima dos repasses do duodécimo até o momento, no exercício de 2020, e não ao que foi gasto. Lembrando que este repasse é obrigação prevista na Constituição Federal para que os parlamentos municipais possam arcar com os seus contratos, folha de pagamento e manutenção de sua estrutura. Ao final do ano, as sobras são repassadas para o Executivo (Em 2019 foi devolvido R$ 1 milhão).
Desde o início da pandemia, o Legislativo Penhense tem solicitado R$ 50 mil a menos por mês, para que o município possa investir em medidas para o enfrentamento ao grave problema sanitário que enfrentamos.
Ademais, com as atividades administrativas em regime de teletrabalho e as reuniões sendo realizadas por videoconferência, a CVP interrompeu viagens oficiais, custos com diárias e material de expediente, o que tem representando uma significativa economia – cujo resultado se mostrará ao final do exercício do ano, com a devolução destes recursos ao município, além dos R$ 500 mil a menos que o parlamento já se comprometeu a contribuir por conta da pandemia.

Assessoria de comunicação da Câmara de Penha

Obs: Na verdade a câmara não devolveu um milhão de reales, no ano passado. Simplesmente não gastou esses valores. Ou seja é o eterno faz de conta que a prefa faz que manda e o legislativo faz de conta que devolve.

Foto (Divulgação)

Sessão pipoca: vídeo de Bolsonaro e Moro

Amanhã por volta das 08h da matina em Brasólia, a Polícia Federal vai mostrar o emblemático vídeo de uma reunião ministerial no dia 22 de abril, quando o ex-ministro era o chefão da Justiça.

Pé na bunda
O vídeo teria sido colocado por Moro como prova de que na filmagem o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), teria feito ameaças de que Moro ia levar o pé na bunda do corpo ministerial se não mudasse o superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro.

Abobrões
A exibição da filmagem foi autorizada pelo ministro do Supremo, Celso de Mello e, será acompanhado por um grupo restrito de abobrões da República. O ex-ministro Moro e, sua defesa, devem estar presentes.

Palavrões
O vídeo, não se sabe ainda se será disponibilizado completo, ou tem algum trecho suprimido, porque teriam, segundo o Governo, falas de cunho de segurança nacional. Além de que, teriam sido disparados palavrões cabeludos que foram endereçadas à ministros da Suprema Corte. O que pode azedar ainda mais o mal estar constante, entre membros do poderes. Ai, ai, ai que dor!

Foto (Divulgação)

Respiradores em chamas

Depois de acompanhar, neste fim de semana, a divulgação dos resultados da “Operação Oxigênio” desenvolvida pela Força Tarefa envolvendo o Ministério Público, o Gaeco, a Policia Civil e o Tribunalão de Contas do Estado dando conta que uma organização criminosa supostamente estava atuando no Governo do Estado no caso da compra com pagamento antecipado de R$ 33 milhões dos respiradores, o deputado Ivan Naatz (PL), proponente e relator da CPI dos Respiradores, que investiga a baita bronca na leleia, confirmou que vai apresentar requerimento, nesta segunda-feira, solicitando ao MP e ao TCE o compartilhamento das informações obtidas nas investigações, incluindo cópia do inquérito que resultou nos mandados de busca e apreensão. Assim como pretende contar e utilizar também as informações da Policia Civil o objetivo do parlamentar é reforçar o trabalho em cooperação para que os poderes tenham um melhor e mais rápido resultado no esclarecimento do caso.

Depoimentos na leleia
O início dos trabalhos da CPI está previsto para esta terça-feira (12) no auditório Antonieta de Barros, da Alesc, a partir das 17 horas. Na primeira reunião os nove parlamentares integrantes deverão discutir e aprovar o roteiro geral dos trabalhos que deverão acontecer, inicialmente, todas as terças e quintas-feiras, além de diversos requerimentos de convocação para depoimentos de pessoas envolvidas com o caso em investigação.

Amigos do Borba?
Entre estas, o deputado e relator Ivan Naatz antecipou que pretende convocar já para a reunião de quinta-feira (14) para prestar depoimento, o Gerente de Orçamento e Custos da Secretaria de Estado da Saúde, José Hipólito da Silva, o ex-secretário Municipal de Saúde de Biguaçu e atual integrante da equipe da secretaria estadual da área, Leandro Adriano de Barros; o secretário-Adjunto da Casa Civil, Mateus Hoffmann; o Chefe da Defesa Civil do Estado, Cel BM João Batista Cordeiro Júnior e a advogada da Biguaçú Mariana Rabello Petry. Objetivo é averiguar o sistema de funcionamento de licitação e compras do setor estadual da saúde e as ligações que teriam com o agora ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba, citado nas investigações.

Operação Oxigênio
“As ações policiais que revelaram até agora um sofisticado esquema de fraude e corrupção agindo dentro e fora do governo reforçam nossa suspeita inicial e ainda mais a necessidade de se aprofundar as investigações, até porque todos os controles internos do governo falharam”, observa Ivan Naatz. O deputado acrescenta que o pagamento adiantado confirmou a fragilidade do sistema e que “alguém foi o responsável direto por este pagamento em conluio com os demais e isso envolve a corrupção de agentes públicos que deve ser apurada com a punição dos responsáveis pela ação e também pela omissão em denunciar as irregularidades.”

CPI rápida?
Aprovada historicamente por unanimidade dos deputados, a CPI dos Respiradores foi instalada no dia 5 de maio último e tem como integrantes o presidente Sargento Lima, o vice-presidente Valdir Cobalchini (MDB), o relator Ivan Naatz, além dos membros Moacir Sopelsa (MDB), Felipe Estevão (PSL), João Amin, Milton Hobus (PSD), Marcos Vieira (PSDB) e Fabiano da Luz (PT). O prazo regimental dos trabalhos é de até 120 dias, mas o relator Ivan Naatz já adiantou que prende concluir o relatório final bem antes, entre 60 e 70 dias.

Foto (Divulgação) Presidente e Relator da CPI dos Respiradores, respectivamente, deputados Sargento Lima (PSL) e Ivan Naatz (PL) acompanharam juntos no fim de semana, as repercussões das Operações da PF na Santa & Bela Catarina.

Contramão

A casa do povo da Mariscolândia tá indo na contramão de tudo. Enquanto todo mundo tá economizando, cortando custos, brecando festerê, fechando a torneira, o legislativo papa-marisco tá afofando a bufunfa.

Gasto
Um passarinho emplumado de Penha, assobiou nos zovidos desse escriba entisicado e temente ao Altíssimo que só nos quatro primeiros meses agora de 2020 foi torrado, ops, gasto quase 1 milhão e 500 mil reales.

Meio milhão
Comparado com 2018, quando o presidente da câmara de vereadores também era o pomposo Isac da Costa (PL), a gastança no primeiro quadrimestre aumentou em mais de meio milhão.

Onde?
Onde será que foi esse dindim, já que estamos no meio da quarentena do coronavírus e a maioria da sessões foram online? Será que o edil do PL repassou essa diferença pra prefa?

Foto (Divulgação)