Enquanto isso…

30/04/2020 17:01

A nova denúncia apurada pela imprensa (e, ainda tem idiota que quer demonizar a imprensa) de superfaturamento em compra de máscaras pelo Governo do Estado traz ainda mais dúvidas sobre a equipe do governador Carlos Moisés, enrolada para explicar a compra de 200 respiradores por R$ 165 mil cada e, ainda por cima, o pagório adiantado do equipamento. Que não será entregue no prazo, se é que vai ser entregue.

Não é comigo
Em pronunciamento ontem, Moisés disse estranhar pagamento antecipado e que mandou abrir sindicância e inquérito policial para investigar os fatos. Cumé que é? O Governo compra 200 aparelhos por, pelo menos, o dobro do preço, estrebucha pagamento adiantado, não tem garantida de entrega no prazo, é denunciado pela imprensa, e a solução é mandar abrir sindicância pra apurar o que aconteceu? Me abana!

Morro e não vejo tudo
Tá certo que ele é Moisés, mas não faz milagres. Mas, pelo menos, os dez mandamentos da seriedade na administração da coisa pública ele deveria saber. Que dispensa de licitação não é autorização para fazer de qualquer jeito. Que o zelo com a grana pública vale também em época de epidemia. E que rapidez não pode ser sinônimo de incompetência, para dizer o mínimo. Abrir sindicância… Pois sim.

Foto (Divulgação)

Bolsonaro ataca ministro do Supremo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), fez um ataque ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes que suspendeu a nomeação na Polícia Federal do delegado Alexandre Ramagem, considerando que a nomeação feria o principio da impessoalidade.

Tiro no pé
Bolsonaro, lascou que Alexandre de Moraes foi guindado ao Supremo por ser amigo do então presidente Michel Temer (MDB). Foi um tiro no pé, pois retirou a questão do plano jurídico e, pessoalizando e, trouxe solidariedade dos pares na corte que já começaram a se manifestar.

Ataque ao Supremo
Os ministros se manifestam solidários, por conta de entenderem que o Supremo foi atingido de forma institucional. Vai ser muito, mas, muito difícil, transformar o pesadelo em sonho desse jeito. E, num é?

Foto (Divulgação)

Chefe de Gabinete do prefeito de Navega-City tá com coronavírus

A chefe de gabinete do prefeito do outro lado da vala, em Navega-City, o cabeça lustrada, Emílio Vieira (PSDB), a Sol Sutil, testou positivo para o coronavírus. Sol pegou o resultado na manhã de hoje e, já se encontra em isolamento. O seu marido, Omar Bernadinho o Baga, teria feito o teste em Navegantes, ainda sem resultado. É fato de que Sol e Baga residem na bela praia de Cabeçudas na city peixeira. A preocupação de Sol é com sua mãe idosa e com o Baga que, também tá madurinho.

O prefeito Emílio não fez o teste por não apresentar sintomas.

Foto (Divulgação)

SC esfarrapada!

Em tempos da pandemia do maledito coronavírus, tudo bem que a galera tá em quarentena, mas a câmara de vereadores da terrinha do marisco bem que podia ser mais cuidadosa com os símbolos da Pátria.

Que vergonha
Na frente do prédio da leleia legisferante, as bandeiras do Brasil e da Penha já tão mais pra lá do que pra cá, mas o que tá feio mesmo – como mostra o flagrante de um leitor da Coluna e Blog do JC, enviado ao socadinho escriba – é a bandeira de Santa Catarina, totalmente esfarrapada. Que vergonha, né, presidente Isac da Costa (PL)? Oh, dor!!!

Foto (Leitor)

Semasa não vai cortar água

29/04/2020 19:33

O prefeito barbudinho Volnei Morastoni (MDB), anunciou na noite de hoje, em live nas redes sociais que não haverá corte de água e, que encaminhará à piramidal casa do povo projeto de lei nesse sentido, para que tenha segurança juridica e, não se caracterize renúncia de receita.

Sem cafezinho
O polêmico aditivo do Semasa que renovava o contrato com uma empresa de máquinas de café, ao custo anual de quase 80 mil reais, foi, indeferido pelo prefeito, informou Volnei.

Dengue
Outra informação do prefeito foi o pedido para que a população se preocupe com relação a dengue. A Dengue mata, meu povo, cuide do local onde você vive e, não deixe água parada em nenhum tipo de recipiente.

Foto (Divulgação)

Siqueira Júnior diz pra não subestimar a doença

O polêmico apresentador Siqueira Júnior, afirmou na noite de hoje de sua casa para o seu programa Alerta Nacional, onde se encontra em quarentena para que as pessoas não subestimem a doença e, não façam o que ele fez. Siqueira, inclusive, apareceu pra rebater os fake news que diziam que ele estaria internado na UTI. Se informa em órgãos de imprensa.

Descia o cacete
Siqueira, em seu programa em rede nacional, subestimava e até desdenhava do maledito coronavírus e, inclusive, descia o cacete em governadores e prefeitos pelo isolamento social. O apresentador foi contaminado em casa, através de uma enfermeira que estava tratando de sua esposa.

Foto (Divulgação)

Daniel Freitas busca R$ 10 milhões pra via Portuária

O deputado federal, Daniel Freitas (PSL, por enquanto), destinou através de emenda no ano passado, R$ 200 mil pra city peixeira. valor que já caiu na conta da prefa. E, pretende destinar mais R$ 320 mil.

Buscando
Daniel, na tarde de hoje, tá conversando de pertinho com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, pra atender um pedido do prefeito barbudinho Volnei Morastoni (MDB) na visita que realizou na semana passada, que lhe solicitou que gestionasse com o Governo Federal recursos para que fosse possível concluir a Via Expressa Portuária, que vai trazer ainda mais desenvolvimento à city peixeira.

Foto (Divulgação)

CPI de tirar o fôlego…

Depois, que o deputado e líder da bancada do PL e da oposição na Assembleia Legislativa, Ivan Naatz anunciou na terça-feira, a apresentação de requerimento para instalação de uma CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar a aquisição duvidosa de 200 respiradores ao preço de R$ 33 milhões, por parte do governo do Estado de uma empresa aparentemente “fantasma”, já que os equipamentos foram pagos e ainda não entregues, a movimentação foi grande nos bastidores do governo e da leleia nesta quarta.

Pressão
A denúncia original partiu site The Intercept Brasil e os aparelhos, que deveriam ter sido entregues no início de abril, em 48 unidades de saúde do estado, não chegaram e podem nunca chegar. Pressionado, diante de grave denúncia, consta que a cúpula do governador coronel Carlos Moisés (PSL) já teria acionado uma tropa de choque nos bastidores acenando para os demais deputados de que emendas parlamentares estariam em vias de ser liberadas em breve, numa forma de barrar a formação da Comissão Parlamentar de Inquérito, que já está sendo chamada de “CPI dos Respiradores “e, pelo visto, de tirar o fôlego da equipe governamental em face das graves denúncias e dos valores…

Protocolada oficialmente
Mas se, de fato, houve a pressão silenciosa, não adiantou muito, pois, o deputado bocudo Ivan Naatz conseguiu a adesão e apoio de 19 deputados, cinco a mais do que os 14 necessários para a instalação. Depois de protocolado oficialmente, cópia do documento foi entregue em mãos ao presidente da Alesc, o experiente e diplomático Julio Garcia, que fez a leitura em plenário (no caso, virtual, por enquanto,) para confirmar a abertura e, na sequência, a sua instalação e composição, se for o caso.

Rescindência e provas
“A apuração deve ser rigorosa, pois o governo tem sido reincidente neste tipo de procedimento já que houve irregularidades também na recente licitação do hospital de campanha de Itajaí, ao preço de R$ 76,5 milhões, operação está realizada em apenas 24 horas”, e que na sequência, resultou em cancelamento do contrato pelo próprio governo”, lembrou Naatz, ao defender a instalação da CPI. Disse ainda que, no caso dos respiradores, os órgãos controladores internos do governo que deveriam funcionar previamente e não funcionaram. “Há fortes indícios de fraude, um absurdo, não pode ser alegado erro técnico diante um valor de R$ 33 milhões. Há provas robustas nos documentos do governo que terá a responsabilidade de desconstituí-las. São mais grave do que parece, um absurdo”.

Foto (Raffael do Prado)

Se não usar máscara no Paraná vai levar multa no lombo

O governador da terra do barro vermelho, o Paraná, Ratinho Júnior (PSD), sancionou a lei nº 20.189 que obriga o uso de máscara em locais públicos, que vai de estar na rua até todo tipo de local que possa ter aglomero de pessoas. A lei prevê multa no lombo em caso de descumprimento. A penalização varia entre R$ 106 e R$ 530 para pessoas físicas, e entre R$ 2.120 e R$ 10.600 para empresas. Em, Itapema, a prefeita Nilza Simas (PSD), sancionou lei que previa multa para pessoas físicas e jurídicas e depois recuou. O grande problema é que muitas pessoas não se conscientizam da necessidade do uso de máscaras pra proteger a si e aos outros.

Foto (Divulgação)

Dar o exemplo

Enquanto o prefeito barbudinho Volnei Morastoni (MDB), se estrebucha na lida das questões do enfrentamento da pandemia do maledito coronavírus, tem quem puxe pra baixo. É o caso da autarquia de água e esgoto, o Semasa que acabou de renovar o contrato com uma empresa de máquinas de café ao custo de quase oitenta mil reales ao ano pra deixar três geringonças e os insumos necessários. É lógico que a situação é muito mais de caráter moral do que qualquer outra coisa. No caso, com a situação difícil o órgão público poderia dar exemplo.

Imagem ilustrativa