Pai Atanásio, falador?

04/03/2020 10:03

Os bastidores da política peixeira fervilham. O rabugento e metido pai Atanásio deu pra fazer previsões e dar pitacos sobre o que observa nos bastidores. O véio fala que Otto e seu colega de parlamento, na piramidal casa do povo, Fernando Pegorini, sonham em ser vice da minha ex-musa BBB, Anna Carolina.

Não gostou
E a patroa do Pai Atanásio, a mãe Jacira, não gostou da falação do seu marido, afinal, ela pondera porque querem ser vice da galega Anna, se ela não tem projeto pra cidade? Ui!

Cacifar
O presidente do Partido Progressista, o polido João Paulo Tavares Bastos Gama, também tem esse sonho de ser vice da Anna. Apesar de ter sido lançado oficialmente pré-candidato a prefeito em evento da sigla, com a presença do senador turco-careca Esperidião Amin e de sua patroa, a deputada federal Ângela Amin. Quer se cacifar, aliás, todos, dispara Pai Atanásio.

Encontro
Todo mundo tá mais do que careca de saber que o entisicado Fernando Pegorini só irá embarcar no PSL do governador Carlos Moisés, depois de ter escutado e ter o aval do seu ‘padrinho’ e mentor político, o EspeluDão. Sabe-se que Pegorini não foi no evento do PP, na noite de ontem. Mas será que não rolou encontro de Amin e Pegorini, ontem, quer dizer, sempre?

Acredita?
Pai Atanásio diz que acredita que o futebolista vereador Nikolas Reis que é presidente do Podemos, deseja e prefere que seu candidato seja o emplumado e, também parlamentar, Robson Coelho (PSDB). E que o vereador bonzinho Edson Lapa (PL, por enquanto), sonha e ora com as mãos postas e joelhos no chão, pra estar ao lado do atual prefeito, o barbudinho Volnei Morastoni.

Eu!
O pai Atanásio fala, enquanto fuma aquele charuto fedorento (cof, cof, cof), que o vereador galego Rubens Angioletti (PSB, por enquanto) quer ser ele mesmo candidato a prefeito. Estava às portas de embarcar na canoa do PSL, mas quando o presidente Jair Bolsonaro deixou a sigla e carcou para o Aliança Brasil, que não deve se viabilizar a tempo para as eleições, tá em compasso de espera.

Caciques
Pai Atanásio, depois de tomar um ar (esse vício de fumar vai acabar matando o véio), entre uma baforada e outra, lascou que os velhos caciques da política peixeira, como o ex-prefeito bigodudo Amílcar Gazaniga trabalham, em prol de uma terceira via. Será que o Paulinho Bornhausen, que sempre andou junto com o Amílcar, estaria nessa? Pai Atanásio, se acabando em tosse, não respondeu…

Só no anzol
E tem ainda o peso do ex-prefeito e ex-homem dos galináceos, Jandir Bellini, que tem dito pra quem quiser escutar que tá cuidando da sua vida, que pendurou as chuteiras e cuida de seus negócios em Tocantis, onde gosta de lançar o anzol na tentativa de pescar um tucunaré, uma caranha, bicuda, cachorra larga, barbado ou uma bela curvina.

Acontece que…
…quando Jandir Bellini fez uma visita à humilde choupana do pançudo escriba, ele reiterou seu desejo de cuidar da sua vida, negócios e da pescaria, mas deixou no ar que defende sua cidade. Pra quem sabe ler um pingo é letra, lascou Pai Atanásio, recuperado da crise de tosse, voltando das beiçadas naquele fedorento charuto.

Metida
A mãe Jacira resolveu se meter no papo, não contente com tudo que escutou, debulhou sem dó que não gosta desse hábito nefasto de pai Atanásio e que essa montoeira de vereadores que querem ser vice é porque não construíram nada partidariamente, e só faltaram cuspir nas siglas.

Não voltam… Credo!
E que como não tem mais como fazer coligações na proporcional, tem um monte de pré-candidatos que querem estar com os glúteos nas cadeiras estofadinhas da piramidal que não quer estar junto pra eleger ‘vereadores estrelas’. Atentada, a mãe Jacira disse que muitos estão com esse papo de vice, mas serão candidatos a vereadores e não devem retornar.

Ui!
Acabou a moleza com o fim da proporcional na eleição de vereadores. Três ou quatro presidentes de partidos, enchendo o pandulho de um Château Margaux e camarão pistola pra em um verdadeiro acasalamento, escolher os ungidos e o povo pra carregar o piano. No final, parece que baixou o espírito do veio Dalmo no pai Atanásio, que disparou: “só vim pra dizer que deixa tudo se f….!”

Imagem ilustrativa

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: