Prefeito da Mariscolândia, lasca na câmara: “Me deixem trabalhar!”

17/02/2020 15:46

O prefeito da Mariscolândia, Aquiles da Costa (MDB), agitou a casa do povo na Audiência Pública sobre o empréstimo de 20 milhões de reais pra obras de mobilidade urbana em Penha.

Trabalhar
O alcaide usou a tribuna e, lascou que o que estava acontecendo ‘era um circo’ e, era uma puxada de tapete atrás da outras e, pediu que o o deixassem trabalhar.

Sessão
Hoje, tem a sessão extraordinária pra votar o projeto que autoriza a prefa a pegar a grana e fazer as obras. Acredita-se que os vereadores votem favorável e, aprovem, porque algumas excelências excelentíssimas estão apanhando adoidado, acusados de estarem fazendo politicagem. Principalmente o presidente do legislativo, o pomposo Isac da Costa (PL) que sonha em ser prefeito…

Foto (Divulgação)

Caldeirão fervendo

Tem uma pá de gente na Educação peixeira que anda bufando com o manda e desmanda da vice-primeira dama, Kátia Saldré, ops, Sodré, que segundo a raça da língua estirada, quer porque quer que todos tenham compromisso com seu pupilo Júlio da Silva, que pretende disputar uma cadeira estofadinha na piramidal casa do povo peixeira.

Pé na bunda
Já estariam ocorrendo exonerações na Educação, por conta dessa postura e de que todos têm que engolir o Júlio da Silva, caceteiam os insatisfeitos. O grande problema é que tudo isso vai cair no colo do vice-prefeito Marcelo Saldré, ops, Sodré, que além de ter o povo da Educação cabreiro, ainda tem a cizânia entre os outros candidatos do PDT, que se sentem preteridos e desprestigiados.

Cuidar do terreno
Enquanto o mundo desaba em seu entorno, o sumido Marcelo Saldré, ops, Sodré, ainda tem que enfrentar e ficar esperto, porque nomes fortes da sigla, estariam pulando o tambor e teriam acenado e assinado a fichinha em outras siglas.

Tomando conta do campinho
Os perdigueiros contam que vários bagrões da prefa, indicados e filiados ao PDT, estariam carcando rumo ao partido do peixe, que tem como lema o ‘ser humano em primeiro lugar’. O PSC, que é comandado pelo sorridente Fábio Rezes, o Fabinho, que quietinho feito mineirinho enchendo o pandulho de pão de queijo, tá construindo uma nominata de peso pra vereança.

Abençoado
Essa raça voluntária de perdigueiros assopra nos sensíveis zovidos do pançudinho escriba que a bela Cristiane Stuart, a Neiva Azarias e o Evaldo Vanderley da Silva, o Oh, Glória, já teriam assinado a fichinha do partido do peixinho pra entrar no aquário da sigla.

Pode zarpar
Outro nome que pode deixar a sigla é o suplente de vereador Julcemar Martinho Ferreira, o Juça, que vem realizando um bom trabalho na prefa, mas estaria, segundo fontes dos seguidores brizolistas, descontente com o PDT. Lá atrás já saiu o futebolista Nikolas Reis, hoje presidente do Podemos. Tão esvaziando a nominata do Saldré, desse jeito. E num é?

Esvaziando
Ou seja, enquanto Marcelo perde apoio e espaço por conta da sua patroa que ungiu apenas um candidato a vereador pra chamar de seu, ainda tem os pré-candidatos que já disputaram uma cadeira e, tem votos, nadando pra fora, sem olhar pra trás. Se Saldré não acordar, morre na praia…

Imagem ilustrativa

Tás brincando?

O vereador teacher Acácio da Rocha (DEM), sem ficar corado nem nada, protocolou projeto de lei para autorizar a liberação de servidor público para atuar como árbitro de competições esportivas nacionais. Nos bastidores da piramidal a proposta vem sendo chamada de ‘projetoCelinho’. Porque será?

Foto (Divulgação)

CPI dos busões

Andei dando uma bisbilhotada nos depoimentos da CPI do Transporte Público de Itajaí, na piramidal casa do povo peixeira, já que tudo tá gravado e à disposição no canal do legislativo no Youtube, mas algo soa estranho e faz coçar o cocoruto.

No que vai dar…
Da maneira que a CPI tem sido conduzida pelo presidente entisicado Fernando Pegorini (PP), os depoimentos demonstram que, pelo menos até agora, está tudo dentro dos conformes e que o negócio de se fazer uma nova licitação de transporte é coisa mesmo bastante demorada.

Referência
Me chamou bastante a atenção o fato de um técnico da empresa Labtrans, que falou à CPI, ter afirmado que o estudo feito por aqui é referência nacional. A Labtrans é aquela empresa da UFSC considerada especialista na área de transporte e contratada pela prefa peixeira pra fazer os estudos da nova licitação.

Resultado
A CPI tem mostrado, na prática, que um projeto tão importante e complexo não nasce da noite pro dia. O que fico curioso pra saber é o resultado dessa comissão, que tem a obrigação moral de não politizar o tema. E se não vão politizar (o que espero), até agora não vi nada de anormal no processo.

Na frente dos bois
Tudo que foi falado até agora tem sido totalmente justificado, dentro da legalidade e pelo tamanho do projeto. É claro que o povão clama por um transporte público de melhor qualidade. Itajaí precisa disso, mas não dá pra botar a carroça na frente dos bois e nem sair apontando o dedo e condenando as pessoas.

Ano eleitoral
Espero que os vereadores membros da CPI não se empolguem com o ano eleitoral pra jogar pra torcida e depois arquivar tudo, como tem sido praxe. Além do presidente Fernando Pegorini (PP), compõem a comissão o relator Otto Quintino, o Pingo d’Ouro (R), o secretário Edson Bonzinho Lapa (PL) e os membros Marcelo Werner (PCdoB) e o meio-careca Fabricio Marinho (Cidadania).

Foto (Davi Spuldaro/CVI)