Argenton quer o impeachment do prefeito Emílio

12/02/2020 09:38

No último sábado, casualmente, o ex-vereador e jornalista Evandro Argenton que é o autor de denúncia com pedido de afastamento do prefeito meio-careca Emílio Vieira (PSDB), por supostas irregularidades na SESAN, encontrou-se com o procurador geral da casa do povo dengo-dengo no Posto Nasato e esse, com ironia, revelou que o alcaide, temeroso de seu afastamento, teria entrado com Mandado de Segurança Preventivo para garantir a continuidade de seu governo.

Chocado
Chocado com o teor da conversa com o procurador, que já havia dado um parecer favorável ao prefeito, que foi rejeitado por ampla maioria dos vereadores em sessão realizada em 04/11/2019, procurou um advogado que localizou o processo de número 5006483-37.2019.8.24.0135, confirmando a veracidade da informação.

Perceptível
Segundo Argenton é perceptível a conivência do jurídico da câmara com o advogado do prefeito, pois na conversa o mesmo disse que está somente aguardando a determinação do Juiz declarando a nulidade do processo.

Parado
Veja que o processo para apurar a infração político-administrativa praticado por Emílio se encontra parado na câmara há mais de 3 meses, não tendo sido sequer ainda nomeado o 3º componente da comissão processante, segundo palavras do atual presidente da câmara, Paulinho Meia Praia (PSDB), que disse ira pressionar os outros 2 componentes, Samuel Paganelli (PSDB) e Cirinho Adolfo Cabral, o Cirininho para fazerem seu trabalho.

Modus
O Mandado de Segurança impetrado, segundo palavras do próprio procurador, segue o mesmo ‘modus operandi’ utilizado pelo vereador Chero para se manter recebendo salário, mesmo afastado, consistindo em buscar pequenas possíveis falhas formais do legislativo para anular seus próprios atos, sem levar em conta o prejuízo da população com esse pagamento indevido.

Aceitar calado
“Não é possível aceitar calado mais uma intervenção do poder judiciário no legislativo, que se configurada abonará essa flagrante ilegalidade, em detrimento aos anseios da população tão afetada pela incompetência da atual administração municipal”, lasca Argenton.

Foto (Divulgação) Argenton fez denúncia pedindo o impeachment do prefeito Emílio Vieira