Topou

06/02/2020 10:18

O vereador entisicado Fernando Pegorini (PP, por enquanto…) é ami­go pessoal do Douglas Borba que é secretário da Casa Civil do Governo do Es­tado. E topou a parada de pegar o PSL na city peixeira.

Não quis
Pegorini teria convidado o presidente do PSC, Fábio Re­zes, o Fabinho, e pedido que ele levasse a nominata de candidatos a vereador para o PSL.

Embarcou
A dupla embarcou e foi direto pra capital manezinha. Acontece que escuta daqui, ouve de lá, assunta… e Fabi­nho não se sentiu seguro, e não topou embarcar na canoa do PSL.

Também não
A galega e deputada estadual, minha ex-mu­sa BBB, Anna Carolina (PSDB), teria sido convidada, mas também, não topou embarcar na canoa do PSL. Os linguarudos lascam que o PSL teria ofere­cido bancar a campanha, indi­cando o vice na eleição munici­pal deste ano.

Bateu um rango
A BBB teria batido um ran­go com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, que, entre uma garfada e outra, te­ria feito a proposta da interven­ção na sigla (a coluna contou essa história) e, com isso, co­locar alguém de confiança dos tucanos pra comandar, montar a nominata e o PSD indicaria o vice de Anna. E há quem diga que o zoinho da galega brilhou.

Esvaziando
As movimentações no PP com a vinda de João Paulo e a saída do narigudo Tarcízio Za­nelatto e na eminência da saí­da de Pegorini, podem esvaziar o partido, porque os vereado­res Calinho Mecânico e Murilo Pereira só esperam a janela pra pular fora.

Esvaziando 2
Do mesmo modo a possível intervenção no PSD, por parte dos emplumados, gerou a saí­da de Artur ama todo mundo de Jesus, que vai desbancar o partido com a saída de seu gru­po. Sigla que anda rachada faz tempo. E uma intervenção vin­da por conta dos emplumados­ não agrada nenhum dos lados no PSD. Durma-se com um ba­rulhão desses…

Segue
Com o caldeirão fervendo nos bastidores, Fabinho segue no PSC porque já tentaram ‘pe­gar’ o partido por duas vezes e os pastores não abrem mão da sigla. Fabinho é escaldado pelo que aconteceu no antigo PR, em 2016, que fez dois vereado­res e depois lhe colocaram pra fora.

Foto (Divulgação)

Autor: JC

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Compartilhe: