Insensibilidade social marca primeiro ato do novo governo

11/01/2019 15:57

Bolsonaro já disse como pretende governar: penalizando o coitado do trabalhador. Acaba de assinar decreto diminuindo de R$ 1.006,00 para R$ 998,00 o salário mínimo proposto por Temer para 2019.

Penaliza o pobre, já tão aviltado economicamente. Durante seus oito anos de governo Lula praticamente duplicou o poder de compra do salário mínimo. Essa é a primeira decisão do ‘sensível’ governo Bolsonaro.

Já se vê que o foco não é de forma alguma o social, o povo, o sofrido e espoliado trabalhador, que aos poucos assiste o seu já minguado salário despencar.

Dia desses presenciei na fila de um supermercado uma cena a princípio insólita: uma senhora, catadora de lixo, discutia pelo troco de três centavos a menos. Num primeiro momento achei exagero, mas depois, pensando bem, ponderei: essa senhora tem que juntar um monte de latinhas para ganhar um real. Logo, para ela, cada centavo é dinheiro.

Essa mesma lógica deve ser aplicada a quem (sobre) vive do salário mínimo. Cada real a menos é sentido no bolso daqueles que pouco ganham. Para a maioria absoluta dos que aqui fazem seus comentários, oito reais não é nada. Mas tenha um minuto de empatia e se coloque no lugar de um trabalhador que recebe salário mínimo. Pois é!

Compartilhe: