Temperos do bem!

20/02/2020 11:56
  1. Um pouco sobre temperinhos saudáveis!

Ervas e especiarias são indispensáveis: com um simples tempero, fresco ou seco, o alimento ganha novos sabores. Da salada à sobremesa, a cozinha se transforma. Muitas pessoas limitam sua cozinha à combinação sal, alho e cebola! Vou compartilhar um pouco dos meus escolhidos na prática em naturopatia!

*gengibre, raspas de limão, aceto balsâmico, pimenta de especiarias e muita erva, que faz uma boa diferença. Confira abaixo algumas dicas.

– Ervas e pimentas
Nas prateleiras dedicadas aos temperos no supermercado, você encontra uma infinidade. Alguns itens importantes para manter na despensa, no caso de uma cozinha ocasional, são ervas secas, como as ervas de provence, alecrim, tomilho, sálvia, orégano, salsa, louro, alho em flocos. E alguns tipos de pimentas: branca, preta, da Jamaica, calabresa e rosa.
Ervas secas duram bastante tempo no armário, porém, não descarta o fato de ter que acompanhar a data de vencimento e renovar sempre que necessário.

– Outras especiarias
Curry, açafrão, páprica doce, páprica picante e cúrcuma são especiarias importantes para se ter à mão. Caso não possa ir às compras antes, estes itens são suficientes para o preparo de uma boa refeição. É bom sempre ter cravo, canela e cardamomo, se desejar fazer sobremesa.

– Temperos frescos
Não abra mão, ainda, de repor semanalmente o seu arsenal de temperos frescos: Salsinha e cebolinha verde, manjericão, estragão, aneto, ceboulete, gengibre, alho, cebola branca, cebola roxa, pimentão de várias cores, hortelã, entre outros.

Uma dica é plantar uma horta, se possível. Além dos temperos frescos, é uma atividade prazerosa. Os vasinhos de ervas duram até dois meses quando bem cuidados.
Dependendo de suas cores, aromas e grupos, os alimentos pedem diferentes tipos de temperos.

Veja algumas aplicações de temperos na culinária:

Açafrão: extraído dos estigmas de flores de Crocus sativus, uma planta da família das Iridáceas. É utilizado principalmente no preparo de risotos, aves, caldos, massas e doces. É um item essencial à paella espanhola.

Aipo marrom: também chamado de sal de aipo, aromatiza o sal. Usado em pratos com ovos, aves, sucos de tomate, saladas de batata, atum e cozidos.

Alecrim: tem qualidades aromáticas e medicinais. Por ter sabor forte, marcante e levemente amargo, é indicado como tempero de uma infinidade de pratos culinários.

Alho-poró: hortaliça com sabor muito semelhante ao da cebola. Utiliza-se tanto o bulbo (parte mais branca) quanto as folhas. É empregado em sopas, saladas e ensopados.

Aneto ou Endro: utilizado e apreciado pelos homens desde tempos primordiais as folhinhas frescas são ótimas para condimentar queijos, ricota, molho branco, carnes grelhadas, peixes como o salmão e o arenque, saladas, ovos, cremes tipo maionese ou manteiga ou patês, arroz ou massa e sopas. As sementes usam-se em pickles, conservas, vinagres aromáticos, bolos, pães, carnes e legumes cozidos, principalmente repolho, beterraba e couve-flor.

Cardamomo: usado em muitos pratos salgados principalmente de carne, frango e arroz. Em pó aromatiza quase todos os doces: sorvetes, arroz-doce, doces de frutas, de cenoura, etc. É usado também em bebidas quentes, como chás, café e em bebidas frias feitas com frutas, leite ou iogurte.

Cheiro verde: mistura da salsa com a cebolinha. Com uma pitada de louro, é utilizada para realçar o sabor de patês, molhos e cozidos.

Chili: planta da família do pimentão. Seu sabor é picante e o fruto costuma ser usado inteiro, moído, ou seco. Tradicional da culinária mexicana é muito usado em carnes.

Cravo-da-Índia: muito utilizado em doces, chás, assados, bebidas, molhos, biscoitos, compotas e picles, o cravo é conhecido na Índia, Egito e China desde 600 ªC.

Curry: de sabor exótico, é um dos temperos mais antigos do mundo. Mistura de várias ervas e especiarias, entre elas, curcuma, gengibre, coentro, cominho, canela, é usada em receitas com ovos, sopas, peixes, carnes e aves.

Estragão: de folhas pequenas e estreitas, é um tempero típico da culinária francesa. O sabor da folha de estragão é adocicado e ao mesmo tempo levemente picante. A folha do estragão é utilizada na preparação de pickles, como pepinos em conserva à base de vinagre; em cozidos de panela, em saladas verdes, etc.

Gengibre: pode ser utilizado no preparo de pratos doces e salgados da culinária. Pode ser encontrado desidratado, fresco, em conserva ou cristalizado. Cuide para não substituir uma forma pela outra nas receitas, pois seus sabores são distintos. Pode ser consumido cru, em conserva, como chá ou como óleo. Ele ainda é usado em alimentos e bebidas como agente aromatizante.

Hortelã: também conhecida como menta, foi uma das primeiras plantas medicinais conhecidas e usadas no mundo. “A erva era muito utilizada pelos árabes, que em banquetes espalhavam a erva na mesa e no chão, a fim de estimular o apetite dos convidados”.

Manjericão: Nativo da Índia. Ideal para saladas, pratos de massa, omeletes, sanduíches e molhos à base de tomate. É famoso no preparo de pratos al pesto típicos da cozinha italiana. As folhas do manjericão são muito delicadas. Procure acrescentá-lo ao prato cozido, no último instante.

Manjerona: além de muito aromática, tem inúmeras propriedades medicinais. Pode substituir o orégano por ter aroma semelhante, embora mais requintado. É utilizado em carnes como as de porco e carneiro, queijos, ovos, aves, peixes ensopados e pizzas.

Noz-moscada: originária da Indonésia, seu sabor lembra uma mistura de canela com pimenta-do-reino. Utilizada tanto para salgados quanto para doces, pode ser encontrada em pó ou inteira para ser ralada. Deixa um sabor diferente em recheios de massas, em carnes e até em coquetéis.

Orégano: originário da Grécia, tem aroma forte e penetrante. Condimento indispensável em pizzas, molhos e outros pratos. Pode ser consumido fresco ou seco.

Pimenta branca: extraída da pimenta-do-reino. Tem sabor mais suave que a preta e é utilizada em pratos mais claros como molho branco, carnes brancas, peixes, sopas claras e maionese.

Sálvia: originária do sul da Europa. É uma erva usada na culinária como condimento para galeto, carne de carneiro, porco, queijos, tomates, recheios e pratos da cozinha italiana.

Tomilho: por se tratar de uma planta com sabor muito agradável, é amplamente utilizada na culinária. Combina muito bem com carnes cozidas e molhos.

Vinagrete: mistura de vinagre, água, óleo, cebola, tomate e pimentão. Usado para temperar carnes, aves, peixes e vegetais ou como acompanhamento.

Compartilhe: