VelaShow será em Niterói (RJ) após estreia em Itajaí (SC)

28/08/2019 17:43

O VelaShow 2020 será realizado de 3 a 5 de abril de 2020, na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

Será a segunda edição do evento, considerado a primeira plataforma de comunicação e negócios exclusivamente voltada para a modalidade no Brasil.

A feira teve sua estreia em 2019 no Centreventos de Itajaí (SC), no mês de abril.

O evento conta com regatas, workshops, palestras e expositores do setor.

Foto: marlon Delai

Em 2020, a organização do Velashow espera receber mais de 50 representantes de marcas.

Todas relacionadas ao mundo náutico, como estaleiros, veleria, empresas de charter, embarcações expostas e outros.

A Regata Velashow também está confirmada na edição 2020.

As informações sobre as classes convidadas e os detalhes do percurso serão informados em breve.

O certo é que as provas serão disputadas na Baía de Guanabara, um dos locais mais tradicionais de regatas no País.

”Tivemos uma resposta muita positiva no mercado do Brasil na vela após o sucesso da edição de Itajaí (SC)”.

”Como o Rio de Janeiro é um eixo importante de negócios, nós escolhemos fazer o evento em Niterói, dando assim um salto exponencial de qualidade”.

”Nosso objetivo é atrair um maior número de visitantes e expositores em 2020”, explicou Edilberto Almeida, organizador do VelaShow.

O evento será realizado no Clube Naval Charitas, localizado nos arredores da Baía de Guanabara, mais precisamente na enseada de São Francisco.

O CNC é um dos locais mais tradicionais da vela brasileira.

”O Clube Naval Charitas possui incríveis vistas panorâmicas que se estendem das encostas da cidade de Niterói até a entrada da baía”

”Tendo como cenário ao fundo, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar”, disse Edilberto Almeida.

”Além disso, o Charitas conta com serviços e estrutura de trapiche, vagas molhadas, restaurante e um grande número de velejadores”.

Edição 2019

A feira reuniu mais de 40 expositores, e ainda fez três regatas e uma expedição nos três dias do feriado de Páscoa em Itajaí (SC).

O evento deu mais destaque no cenário náutico à cidade, sede de três edições da Volvo Ocean Race e duas da Transat Jacques Vabre.

Os expositores de toda a cadeia produtiva da vela comemoraram os resultados do primeiro evento e elogiaram a iniciativa da Cardoso Almeida em fazer uma feira 100% voltada à vela.

”Desde a década de 80, a gente não vê um evento reunindo tantos velejadores”.

”Os boatshows de hoje são focados em motor e a vela ficou desprestigiada. O VelaShow ficou acima de qualquer expectativa!”, contou Hamilton Angonezi, diretor da Nautos.

Além dos hotéis lotados, a cidade pela primeira vez viu sua Marina Itajaí 100% ocupada em suas vagas molhadas, ou seja, 200!

Fãs da vela de todos os estados da federação foram ao Velashow.

Fotos: Marlon Delai e Fred Hoffmann

Itajaí confirmada como sede do VelaShow 2020

25/04/2019 12:47

Os organizadores do VelaShow confirmaram a realização da feira exclusiva dedicada à modalidade em 2020 em Itajaí (SC), município que recebeu por três vezes a Volvo Ocean Race e por duas vezes a Transat Jacques Vabre.

O evento, que incluiu regatas, workshops, palestras e expositores do setor, fez sua primeira edição na cidade entre os dias 19 a 21 de abril.

Para o ano que vem, o objetivo é a realização de mais provas para as classes de oceano e monotipos, incluindo as classes Laser, Hobie Cat 14 e 16, Optimist, Shellback e Ibis Rubra.

Além disso, o VelaShow vai consultar as flotilhas do Centro-Sul e Sudeste para a uma regata de oceano inédita entre Ilhabela (SP) até Itajaí (SC).

”O objetivo é atrair os barcos do litoral de São Paulo e promover uma regata forte tecnicamente junto aos barcos do Sul. As provas em Ilhabela, como o Circuito de Vela Oceânica e a Semana Internacional de Vela de Ilhabela reúnem grandes equipes e tripulações de alto nível”, disse Edilberto Almeida, diretor comercial do VelaShow. ”Vamos convidar também equipes do Rio de Janeiro, Espírito Santo e do Nordeste”.

O VelaShow promoveu o Velejaço, trazendo diversos barcos de São Francisco do Sul e Florianópolis, ambos de Santa Catarina. A Marina Itajaí, anexa ao local da feira, ficou com 100% de suas vagas ocupadas, ou seja, as 200!

Em 2019, o VelaShow teve mais de 60 barcos competindo em dois dias de prova. Na sexta-feira (19), o evento promoveu, no Saco da Fazenda, provas de Optimist (classe de introdução à vela) e de Shellback | Ibis Rubra (barcos de madeira construídos na cidade).

No sábado (20), teve a regata VelaShow, com 40 barcos de oceano na disputa. Veleiros de 19 a 42 pés participaram da regata marcada pelo vento fraco. O vencedor foi o Mandinga A equipe de Marcos Andrade ainda foi a Fita-Azul (primeiro barco a chegar sem contar o rating) e ganhou na categoria de 19 a 23 pés.

”O VelaShow está sacramentado no calendário de Itajaí! Tanto na parte da exposição quanto no esporte. Já está definido pela Federação Náutica Catarinense a regata para o mês de abril, seja Páscoa ou não”, contou Marcelo Gusmão, atleta olímpico e presidente da Federação Náutica Catarinense.

”Nosso foco será nas classes de cruzeiro e oceano, sem contar as categorias de monotipos, que correm no Saco da Fazenda e Cabeçudas”.

O Mandinga fez o percurso em 1h38. Em segundo lugar na Regata VelaShow ficou o Nest (1h53)e em terceiro o Alebrijo (1h57).

As regatas tiveram supervisão da Federação Náutica Catarinense, da ANI – Associação Náutica de Itajaí e da CBVela – ConfederaÇão Brasileira de Vela.

”Vamos nos reunir e ver o que podemos fazer para melhorar o evento no ano que vem! A expectativa é grande, pois sabemos que tem muita coisa para impulsionar a vela no País. Estamos entrando num novo momento”, disse Paulo Cardoso, organizador do VelaShow.

Fotos: Marlon Delai

 

Regata histórica em Itajaí reúne 30 barcos

21/04/2019 21:07

A primeira edição da Regata VelaShow foi disputada neste sábado (20) em Itajaí (SC).  A prova fez parte do calendário de atividades da inédita feira voltada para veleiros no Brasil e teve 31 barcos de oceano na disputa.

Veleiros de 19 a 42 pés participaram da regata marcada pelo vento fraco.

A comissão esperou mais de 90 minutos para dar a largada na Praia de Cabeçudas.

O percurso teve ao todo 4.5 milhas, passando pelas praias Brava e Laranjeiras (Balneário Camboriú). Apenas no final da prova que as rajadas passaram de 10 nós.

Fotos: Marlon Delai

”O maior desafio da regata foi o vento fraco. Isso para todos, velejadores e comissão de regatas. Os barcos estavam boiando no início e a gente teve que prever quando as rajadas entrariam. Depois, com vento, tudo ficou animado e muito competitivo!”, explicou Rodrigo Kelm, gerente de regata.

O vencedor foi o Mandinga teve o melhor desempenho e conquistou o título geral da primeira edição da Regata VelaShow. A equipe de Marcos Andrade ainda foi a Fita-Azul (primeiro barco a chegar sem contar o rating) e venceu na categoria de 19 a 23 pés.

”Deu um vento fraquinho na regata, mas conseguimos regular o barco e chegar lá. Ganhamos pois treinamentos muito, Deus abençoou e estamos aí”, contou Marcos Andrade, comandante do Mandinga, um Skipper 21. ”O VelaShow é o início de uma coisa grande que está por vir e mudar o cenário nacional da vela. Foi um grande evento para a cidade”.

O Mandinga fez o percurso em 1h38. Em segundo lugar na Regata VelaShow ficou o Nest (1h53)e em terceiro o Alebrijo (1h57).

Vencedores por classe

Categoria 19 a 23 pés 
1º Mandinga – 1 ponto
2º Veneza – 20 pontos
3º Kussy -25 pontos

Categoria 24 a 30 pés 
1º Tarooa – 13 pontos
2º Spray – 14 pontos
3º Tron -15 pontos

Categoria 21 a 36 pés 
1º Alebrijo – 3 pontos
2º Blade Runner – 5 pontos
3º Batuta -6 pontos

Categoria acima de 37 pés 
1º Nest – 2 pontos
2º Beleza Pura –4 pontos
3º Habeas Corpus- 8 pontos

Geral 
1º Mandinga – 1h38min
2º Nest -1h53min
3º Alebrijo – 1h57min21

Regatas da sexta-feira 

Na sexta-feira (19), o Saco da Fazenda reuniu barcos de Optimist, Shellback e Ibis Rubra para regatas de confraternização.

Mais de 30 velejadores participaram do evento. A ANI – Associação Náutica de Itajaí organizou as regatas.

O vento demorou a entrar no início da tarde e, depois que a bandeira de recon (adiamento) baixou, as classes tiveram três regatas cada com percurso em forma de quadrado.

A intensidade dos ventos foi de 6 a 8 nós na direção nordeste. A tarde de sexta-feira foi de muito sol e termômetros perto dos 30 graus em Itajaí.

Mais de 60 barcos de Shellback e Ibis Rubra foram construídos na cidade em mais de uma década.

O VelaShow recepcionou também em Itajaí o Velejaço, flotilha de veleiros com saída de Florianópolis e São Francisco do Sul, ambas em Santa Catarina.

O VelaShow reuniu além das regatas, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços náuticos.

Mais de 40 expositores estava presentes, incluindo fabricante de velas de regata, estaleiros e empresas do segmento de turismo.

Para saber mais sobre o evento, acesse o site: www.velashow.com.

 

 

VelaShow: Dia de regatas para crianças e adultos em Itajaí

19/04/2019 18:07

O VelaShow, primeira feira náutica dedicada à veleiros do país, começou nesta sexta-feira (19), com a disputa de regatas para crianças na categoria Optimist e para os adultos na Shellback e Ibis Rubra, embarcações de madeira construídos na própria Itajaí (SC).

Mais de 30 velejadores participaram do evento realizado no Saco da Fazenda, ao lado do Centreventos, que recebe o VelaShow. A ANI – Associação Náutica de Itajaí organizou as regatas.

O vento demorou a entrar no início da tarde e, depois que a bandeira de recon (adiamento) baixou, as classes tiveram três regatas cada com percurso em forma de quadrado.

A intensidade dos ventos foi de 6 a 8 nós na direção nordeste. A tarde de sexta-feira foi de muito sol e termômetros perto dos 30 graus em Itajaí.

”Foi muito legal. Esperamos o horário para o vento entrar, e com paciência, deu certo. Regata é assim!”, disse Rodrigo Kelm, gerente de regatas do VelaShow.

”Apesar das regatas serem corridas por crianças e velejadores amadores, todos respeitaram as regras e as provas foram bem disputadas”.

A classe Optimist é de introdução à vela e atrai atenção de crianças e adolescentes até os 15 anos.

Os barquinhos foram usados nas três edições do Volvo Academy, evento paralelo à regata de volta ao mundo, para promover a modalidade nas cidades-sede.

”Temos que incentivar a cultura náutica ainda mais em Itajaí e aproveitar o legado da Volvo Ocean Race e agora do VelaShow. Ver adultos e crianças dividindo a raia é muito importante para a nossa modalidade”, disse Cláudio Copello, organizador das regatas do VelaShow.

A vencedora no geral do Optimist foi a catarinense Sofia Rocha de Faria, de 12 anos. A atleta veio de Florianópolis.

”Gostei muito de competir em Itajaí no VelaShow”, contou Sofia Rocha de Faria. ”Eu aprendo tudo no Optimist, mas quando sair da classe vou pra prancha à vela”.

Na categoria Shellback e Ibis Rubra, formada por barcos de madeira construídos na cidade, o grande vencedor das regatas foi Alvaro Albuquerque, com 11 pontos perdidos. O segundo lugar ficou para Joaquim Roberto Nanhomi (13 pontos) e o terceiro foi Rodrigo Zaleski (15 pontos).

”O mais importante pra gente é o encontro entre amigos, é mais uma brincadeira. O objetivo é promover a flotilha e não a competição”, Wilson José da Silva, um dos fundadores do projeto e coordenador das oficinas de construção naval.

Mais de 60 barcos de Shellback e Ibis Rubra foram construídos na cidade em mais de uma década.

No sábado (20), o evento promoverá a regata VelaShow nas proximidades da Praia de Cabeçudas, com percurso a ser definido pela comissão de regata.

Essa prova será realizada para prestigiar os veleiros de oceano participantes e presentes em Itajaí.

A reunião de comandantes será às 12h no auditório após a palestra da Família Schurmann. A largada da regata VelaShow está marcada para 14h.

Veja o aviso aqui. 

Velejaço

O VelaShow recepcionará em Itajaí o Velejaço, flotilha de veleiros com saída de Florianópolis e São Francisco do Sul, ambas em Santa Catarina.

Ao todo, mais de 50 barcos divididos entre monotipos, oceano e multicasco são esperados no Centreventos durante todo o evento.

O VelaShow vai reunir além das regatas, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços náuticos.

As palestras lotaram o auditório do Centreventos, como a de Beto Pandiani — https://onboardsports.net/palestra-beto/

Mais de 40 expositores, incluindo fabricante de velas de regata, estaleiros e empresas do segmento de turismo.

Para saber mais sobre o evento, acesse o site: www.velashow.com.

Velejadores famosos no Youtube se apresentam em Itajaí

A segunda palestra desta sexta-feira (19) no VelaShow foi realizada pelos idealizadores da #SAL, os velejadores Adriano Plotzki e Aline Sena.

A palestra: “O que descobrimos com a simplicidade e o mar”, realizada no Centreventos de Itajaí foi sobre as experiências dos companheiros, que trocaram a agitada vida na grande cidade pela vida à bordo.

Os navegadores contaram ao público, que compareceu em peso ao Centreventos da cidade, sobre as questões de convivências à bordo e de como é a vida na água.

Os dois mantém um canal no Youtube chamado “SAL”, em que há quatro anos entrevistam pessoas que, assim como eles, largaram a cidade e resolveram morar no mar.

“O foco do canal está também nas pessoas que não velejam, hoje quase 70% do nosso público nunca velejou e  tem apenas curiosidade em saber como é morar em um veleiro” disse Adriano Plotzki.

Os dois contaram detalhes e histórias sobre como é a vida no mar e a convivência à bordo, além do contato contínuo com a natureza e a recepção dos fãs sobre os episódios no canal.

“Foi uma experiência incrível ter lotado esse auditório. A gente nunca tinha tido um contato tão próximo com os fãs do canal, foi algo chocante para nós, foi incrível !”, contaram os velejadores após a palestra.

Sobre o evento, que acontece até domingo (21) em Itajaí, os velejadores comentaram. “As pessoas se engajaram muito para fazer esse evento acontecer, os velejadores, as regatas, o velejaço, acredito que as pessoas estavam totalmente envolvidas e queriam que isso acontecesse. Isso é a prova de que o Vela Show  já é orgânico, que precisamos continuar trabalhando para dar segmento nos próximos anos. Tem muita gente curiosa para saber como é a vela e o VelaShow já virou uma janela para isso”,  finalizaram.

Para mais detalhes sobre o #SAL visite: https://www.youtube.com/user/hashtagsa

Entre as atrações estão 40 expositores, além de três regatas, workshops, exposição de barcos, produtos, serviços e palestras. Entre as palestras, no primeiro dia, Beto Pandiani

Mais palestras do VelaShow

19/04 – Adriano Plotzki e Aline Sena #SAL – ”O que descobrimos com a simplicidade e o mar”
20/04 – Vilfredo Schurmann –  ”Construção do Veleiro Kat”
21/04 – Adriano Plotzki e Aline Sena #SAL – ”O que descobrimos com a simplicidade e o mar”
21/04 – Beto Toledo e Thais Cañadó – Sailing Around the World – ”Há mares que vem para o bem”

O VelaShow

A feira traz em sua programação regatas, palestras, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços, a possibilidade de se hospedar em um veleiro e muito mais.
Na programação estão três regatas: a Optimist, Ibis Rubra (ambas no dia 19 de abril) e a VelaShow (20 de abril).

A exposição ocorre das 12h às 21h, nos três dias de evento.

Mais informações em www.velashow.com

Velejador Beto Pandiani abre palestras do Velashow

O velejador Beto Pandiani abriu, nesta sexta-feira (19), o ciclo de palestras do VelaShow, feira exclusiva para a modalidade.

O evento ocorre em Itajaí (SC), cidade que abrigou as últimas três edições da Volvo Ocean Race.

O navegador contou os detalhes de suas sete viagens pelo mundo, como as travessias do Pacífico e do Atlântico a bordo de catamarãs.

As outras expedições foram Rota Austral, Travessia do Drake, Entre Trópicos, Atlantic 1.000 e Rota Boreal. Saiba mais aqui https://www.robertodiaspandiani.com.br/

O paulista contou os maiores perrengues passados a bordo e histórias sobre o mar, como quebras, recepções e alimentação no barco.

O planejamento, segundo o velejador, foi sempre a principal parte das viagens, que passaram por Groenlândia, Cidade do Cabo, Ushuaia, Ilha de Páscoa e muitas outras.

”Quem abre mão do planejamento está muito afim de expor ao risco desnecessário. No caso da nossa viagem tem o risco de não voltar pra casa”, disse Beto Pandiani. ”O planejamento otimiza sua vida!”.

Sobre o VelaShow, Beto Pandiani acredita que o evento exclusivo para veleiros veio para ficar.

”É aquela máxima do biscoito tostines…se você não der o primeiro passo, não vai. O Edilberto percebeu que tem um mercado para a vida no mar”, explicou Beto Pandiani.

Beto Pandiani já projeta a próxima travessia.

Em 2021, o navegador fará a Passagem Noroeste, entre o Norte do Canadá e o Alasca.

A equipe vai fazer a regata no sentido Pacífico para Atlântico, saindo do Alasca e indo para Groenlândia.

Entre as atrações estão 40 expositores, além de três regatas, workshops, exposição de barcos, produtos, serviços e palestras. Entre as palestras, no primeiro dia, Beto Pandiani

Mais palestras do VelaShow

19/04 – Adriano Plotzki e Aline Sena #SAL – ”O que descobrimos com a simplicidade e o mar”
20/04 – Vilfredo Schurmann –  ”Construção do Veleiro Kat”
21/04 – Adriano Plotzki e Aline Sena #SAL – ”O que descobrimos com a simplicidade e o mar”
21/04 – Beto Toledo e Thais Cañadó – Sailing Around the World – ”Há mares que vem para o bem”

O VelaShow

A feira traz em sua programação regatas, palestras, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços, a possibilidade de se hospedar em um veleiro e muito mais.

Na programação estão três regatas: a Optimist, Ibis Rubra (ambas no dia 19 de abril) e a VelaShow (20 de abril).

A exposição ocorre das 12h às 21h, nos três dias de evento.

Mais informações em http://www.velashow.com”>www.velashow.com</a>

Organização do VelaShow finaliza montagem da feira em Itajaí (SC)

17/04/2019 17:58

A cidade de Itajaí (SC) recebe a partir desta sexta-feira (19) o VelaShow, primeira feira náutica dedicada à veleiros do país. O evento contará com regatas, palestras, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços, todos voltados à veleiros e velejadores do país.

O evento será realizado até domingo (21) e a exposição ocorrerá das 12h às 21h, no Centreventos Governador Luiz Henrique da Silveira, em Itajaí, mesmo local das regatas Volvo Ocean Race e Transat Jacques Vabre.

Ao todo, 40 expositores já confirmaram presença no VelaShow, incluindo fabricante de velas de regata, estaleiros e empresas do segmento de turismo.

“Acredito que será “show”. A parte das palestras já está lotada, está vindo gente de Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, alguns lugares do nordeste. Estamos preparando as regatas, teremos três. A parte da feira náutica também está nos últimos preparativos, estamos montando os stands, receberemos muitas empresas. Vai ser muito bom, já tem gente chegando e isso nos deixa ainda mais contentes, vai ser fantástico!”, comenta Cláudio Copello, um dos organizadores do evento.

Baixe o mídia kit do evento — https://onboardsports.net/wp-content/uploads/2019/04/PresskitVelaShow.pdf

Serão cinco palestras nos três dias de evento, incluindo a do velejador Beto Pandiani, a de Vilfredo Schurmann, e a palestra de Adriano Plotzki e Aline Sena. Para os workshops os temas são bastante variados. Eles variam desde de “Como realizar o seu sonho de morar a bordo de um veleiro”, até “Navegação Eletrônica para Velas” e “Modelagem 3D do Casco de Um Veleiro”.

“A cidade tem uma força muito grande na área esportiva. Trouxemos as regatas como atração. Logicamente vai ajudar a divulgar o evento e fomentar o esporte. Queremos que tenha regatas com ótimo nível técnico. Os congressos e worshops técnicos também têm importância. Nós pretendemos atender o público de uma forma bem ampla”, finaliza Edilberto Almeida, organizador do VelaShow.

A feira também terá na sua programação três regatas: a Optimist, Ibis Rubra (ambas no dia 19 de abril) e a VelaShow (20 de abril). As provas são organizadas pelo VelaShow e pela ANI – Associação Náutica de Itajaí.

A VelaShow também recepcionará em Itajaí o Velejaço, flotilha de veleiros com saída de Florianópolis e São Francisco do Sul com destino a Itajaí para participação no evento.

A recepção será realizada no pavilhão de Itajaí, cidade conhecida por sediar regatas importantes como a Volvo Ocean Race e a Transat Jacques Vabre. Itajaí está na briga para ser novamente a parada brasileira na The Ocean Race, edição de 2021/22.

Para saber mais sobre o evento, acesse o site: www.velashow.com.

Inédita edição do VelaShow terá três regatas em Itajaí

12/04/2019 15:34

O VelaShow, primeira feira náutica dedicada à veleiros do país, será realizado entre os dias 19 e 21 de abril, em Itajaí (SC), cidade que recebeu regatas internacionais como Volvo Ocean Race e Transat Jacques Vabre.

Entre as principais atrações estão três regatas para todos os públicos, incluindo crianças na categoria de introdução à modalidade, a Optimist.

As provas, organizadas pelo VelaShow e pela ANI – Associação Náutica de Itajaí, serão serão na sexta-feira (19) e a no sábado (20).

Veja o aviso de regata aqui. 

A regata de Optimist é dedicada às escolas de vela e a atletas sem filiação interessados em competir e que estão iniciando no esporte.

Já a Shelback/Ibis Rubra, também incentiva a construção naval amadora. São veleiros de madeira construídos no projeto da ANI, que representarão a categoria com uma regata dedicada a eles.

”O VelaShow é mais um evento de alto nível que recebemos em Itajaí. Acredito que mais jovens vão se interessar pela modalidade daqui pra frente”, disse Cláudio Copello, organizador do evento. 

As duas serão realizadas no Saco da Fazenda em frente a Associação Náutica de Itajaí, que fica ao lado do Centreventos, local da feira.

Já a largada da Regata de Oceano “VelaShow” no sábado (20) será nas proximidades da Praia de Cabeçudas, com percurso a ser definido pela comissão de regata. Essa prova será realizada para prestigiar os veleiros de oceano participantes e presentes no evento.

”O Vela Show realmente surpreendeu todas as nossas expectativas. Assim que ficamos sabendo do evento, em outubro do ano passado, recebemos ele com bastante expectativa”, contou Marcelo Gusmão, atleta olímpico e comandante do Itajaí Sailing Team.

”Não poderia ter um lugar melhor do que Itajaí. Uma cidade que tem feito investimentos no setor esportivo vela. Então, acredito que toda a estrutura montada, não tenho dúvida que vai ser um show”.

Para a classe Oceano, será oferecida premiação aos três primeiros colocados de cada classe.

Para a classe Optmist será oferecida premiação aos três primeiros colocados: estreante, Classe veterano e feminino e para a classe Shelback/Ibis Rubra, será oferecida premiação aos cinco primeiros colocados.

A VelaShow também recepcionará em Itajaí o Velejaço, flotilha de veleiros com saída de Florianópolis e São Francisco do Sul com destino a Itajaí para participação no evento.

A recepção será realizada no pavilhão do Centreventos Governador Luiz Henrique da Silveira, em Itajaí, em área reservada no mezanino.

Após a recepção os velejadores subirão ao palco para recebimento de certificados de participação e confraternização com o público do evento.

A cidade de Itajaí (SC) é conhecida por sediar regatas importantes como a Volvo Ocean Race e a Transat Jacques Vabre.

Itajaí está na briga para ser novamente a parada brasileira na The Ocean Race, edição de 2021/22.

”A vela de Santa Catarina sempre se destacou de forma nacional e internacional. Temos vários atletas que aprendêramos velejar e ganharam o mundo. Exemplo de Bochecha e Bruno Fontes”.

”Valorizar esse esporte é enriquecer nossas raizes”, explicou Mané Ferrari, presidente da Acatmar e diretor de planejamento e desenvolvimento turístico da SANTUR – Governo de Santa Catarina

”Os grandes eventos mudaram o rumo da náutica no Estado. Temos uma Itajaí antes dos eventos náuticos e depois do evento. Uma marina que valoriza a gastronomia nacional e seu povo”.

O evento vai reunir além das regatas, palestras, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços náuticos.

Já estão confirmados 40 expositores, incluindo fabricante de velas de regata, estaleiros e empresas do segmento de turismo.

Para saber mais sobre o evento, acesse o site: www.velashow.com.

Agora com o VelaShow, Itajaí se consolida no setor náutico

09/04/2019 17:32

A cidade de Itajaí (SC) se consolida cada vez mais como uma das mais importantes cidades náuticas do país.

Depois de sediar regatas importantes como a Volvo Ocean Race e a Transat Jacques Vabre, o município catarinense recebe entre os dias 19 e 21 de abril, o VelaShow.

O evento, que vai reunir regatas, palestras, workshops, exposição de barcos, produtos e serviços náuticos é a primeiro do tipo no país, destinado exclusivamente para os veleiros.

O Secretário de turismo de Itajaí, Evandro Neiva comenta sobre o ótimo momento que a cidade vive no cenário náutico.

“Sediar essa primeira edição do VelaShow mostra que Itajaí conseguiu transmitir a imagem que queria, embora seja uma cidade de médio porte, ela conseguiu por meio da Volvo Ocean Race mostrar que é uma cidade que tem capacidade logística, técnica, e que ela tem uma capacidade de absorver eventos corporativos e eventos esportivos”, disse Evandro Neiva.

”Os empresários do VelaShow começaram a saber da cidade através da Volvo e viram aqui um potencial de entrega grande”.

”Estamos muito feliz em sediar essa primeira edição, estamos felizes em começar a sermos vistos como uma cidade de negócios, de entretenimento e que tem qualidade e capacidade em sediar grandes eventos esportivos”.

Além disso, o secretário Evandro Neiva lembra que a cidade possui uma tradição na construção naval de grande porte, e que está agora se inserindo na construção naval de médio.

“Temos aqui na cidade uma das melhores mãos de obras da construção naval do país, temos muito estaleiros também”.

”Com todo esse contexto, estamos prontos para receber eventos náuticos, esportivos e corporativos”.

”Logisticamente estamos muito bem localizados e isso da uma segurança muito grande para que o VelaShow esteja aqui, faça bons negócios e ainda continue no calendário da nossa cidade”.

“A cidade está de braços abertos para receber, no mesmo nível de grandes capitais, e oferecer um bom retorno para quem escolher Itajaí”, reforça.

Próxima regatona?

Itajaí está na briga para ser novamente a parada brasileira na The Ocean Race, edição de 2021/22.

“Fico feliz de estarmos concorrendo novamente para a próxima edição. Estamos nas tratativas comerciais, fazendo reuniões, e esperamos que a competição continue na nossa cidade”, finaliza.

O VelaShow já tem confirmado cerca de 40 expositores, incluindo fabricante de velas de regata, estaleiros e empresas do segmento de turismo.

Além de trazer na sua programação três regatas: a Optimist, Ibis Rubra (ambas no dia 19 de abril) e a VelaShow (20 de abril).

Para saber mais sobre o evento, acesse o site: www.velashow.com.

Navegador Beto Pandiani no VelaShow de Itajaí

06/04/2019 15:06

O velejador Beto Pandiani, com sete expedições pelos mares do mundo no currículo, já planeja os próximos desafios.

Em 2021, o navegador fará a Passagem Noroeste, entre o Norte do Canadá e o Alasca. A equipe vai fazer a regata no sentido Pacífico para Atlântico, saindo do Alasca e indo para Groenlândia.

Beto Pandiani falará dessa aventura e de outras no VelaShow,  evento exclusivo para veleiros, terá sua primeira edição entre os dias 19 e 21 de abril na cidade de Itajaí (SC), a mesma que recebeu as últimas edições da The Ocean Race e Transat Jacques Vabre (2013 e 2015).

A palestra está marcada para a sexta-feira (19).

O navegador lançará também o livro da Travessia do Atlântico, uma viagem de 2013 entre Cape Town e Ilhabela e ainda no primeiro semestre lançará um livro infanto-juvenil de um velejador mirim e seu cachorro.

”Essa oitava viagem será diferente das outras, porque a ideia é fazer um filme sobre mudanças climáticas. Teremos dois cientistas brasileiros que vão dar o tom do conteúdo. Será um biólogo e um climatologista, que vão trazer informações sobre essa polêmica de aquecimento da Terra”.

O velejador acumula 19 anos de aventuras em alto mar. A experiência adquirida por Beto ao longo de todas as expedições realizadas transformou-o em um palestrante diferenciado.

Nas suas palestras, ele comenta sobre logística, tomada de decisão, administração de riscos, preparo emocional e físico, superação de limites e trabalho em equipe.

“Me sinto muito gratificado em poder compartilhar minha apresentação no primeiro dia de evento”.

”Na palestra eu vou fazer um apanhado rápido das sete viagens e vou dar bastante ênfase na captação, de como realizar um projeto e como vencer a barreira de tomar tantos “nãos” no caminho. Vou dar um pouco mais de ênfase na Travessia do Drake que foi realizada entre o Ushuaia e Antártica,  em 2003, eu e o Duncan Ross”, disse.

Beto é filho do também velejador italiano Corrado Pandiani, que velejou e competiu nos anos 20 e 30.

Sobre o evento, Pandiani comenta: “O Edilberto é um visionário. Ele está investindo no mercado de vela de Cruzeiro, em que tem muitas pessoas querendo buscar viagens e um novo modo de viver, dentro de um barco no meio do mar. Me parece estar em alta. Eu acho oportuno um evento desses para essas pessoas. Vai ser um grande serviço”, falou.

”Itajaí já tem um DNA Náutico desde a chegada da The Ocean Race. Tem uma conjunção de fatores que ajuda a cidade ser o que é e o que ela pode chegar a ser. Localização, um lugar maravilhoso. Segundo: a mentalidade da política local, que enxerga os eventos náuticos como uma oportunidade de empregos e serviços. A Vela no Sul tem uma tradição de bons velejadores, por ser uma região de muitos ventos. Agora que moro por aqui estou muito feliz com isso, porque o eixo está passando de Rio de Janeiro e Ilhabela, e Itajaí está um passo à frente. Nos vemos em Itajaí”, comentou o velejador que é de Santos (SP).

Entre as atrações estão 40 expositores, além de três regatas, workshops, exposição de barcos, produtos, serviços e palestras. Entre as palestras, no primeiro dia, Beto Pandiani apresenta: “Os naufrágios normalmente acontecem quando subestimamos os sinais e quando superestimamos nossas crenças”.