Sexta equipe na America’s Cup é da Holanda

21/12/2018 15:06

O Emirates Team New Zealand (atual defensor) e o Royal New Zealand Yacht Squadron (organizador) confirmaram, nesta sexta-feira (21), a entrada do sexto desafiante para a 36ª America’s Cup, a competição em vigência mais antiga do mundo.

A Holanda entra na briga com o Royal Netherlands Yacht Club Muiden e Royal Maas Yacht Club.

O país tem tradição na vela, não só na America’s, mas também em olimpíada e Volvo Ocean Race.

Os holandeses se juntam ao Luna Rossa (ITA), ao American Magic (EUA), à INEOS Team UK (Reino Unido), à Malta Altus Challenge (MLT) e à Stars & Stripes Team USA (EUA).

”A realidade é que, quanto mais equipes disputarem o desafio, maior será o espetáculo na água e melhor será o retorno econômico da água para Auckland e Nova Zelândia. Esse sempre foi o objetivo primordial da Emirates Team New Zealand desde que conquistamos a America’s Cup em 2017”, informou a organização do evento.

 

Nova Zelândia coloca grana alta para America’s Cup

15/04/2018 15:49
21/11/17- The 36th America’s Cup class boat concept of the AC75.

Detentores do título da America’s Cup, a Nova Zelândia promete aportar 127 milhões de euros nas instalações para sediar as regatas.

A próxima edição, a 36ª da copa, será em 2021 em Auckland. E como manda a regra, o vencedor escolhe o local das provas e o modelo do barco a ser utilizado.

Após seis meses de negociações entre o governo da Nova Zelândia, o conselho da cidade e o Emirates Team New Zealand, defensor do título e chefe da organização, o projeto apresentado pela mesma equipe foi finalmente aceito.

Localizado perto do famoso Viaduct Harbour, a área local é conhecida como Wynyard Hobson e sua construção vai representar uma grande modernização

A equipe da Nova Zelândia instalará o Centro de Eventos do Viaduct no Halsey Pier. Isso, essencialmente, elimina a necessidade de uma extensão do cais Halsey, levando a uma redução significativa de custos.

O plano prevê a construção de sete edifícios para acomodar os diferentes equipamentos. Após o final do evento, o prédio de três andares seria a sede permanente da equipe da Nova Zelândia.

Para financiar o plano, o Conselho da Cidade de Auckland contribuirá com 59 milhões de euros. Esse número inclui um fundo direto de 34 milhões de euros para o evento e outros 25 milhões de despesas operacionais a parte de contribuição do Conselho dos 127 milhões de euros do orçamento para sediar a 36ª Copa América.

O governo da Nova Zelândia contribuirá com os 68 milhões de euros restantes, incluindo os 24 milhões pagos ao Emirates Team New Zealans como parte do contrato como a cidade anfitriã do evento.

A Nova Zelândia deve gerar mais de 8 mil empregos por causa da regata.

America’s Cup deverá voltar a correr com monocascos

12/09/2017 12:04

A regata mais antiga do mundo já se prepara para sua edição de número 36, que será em 2021, na Nova Zelândia.

Os atuais campeões, o Emirates Team New Zealand, devem oficializar o retorno dos barcos de um casco só após edições seguidas com catamarãs (dois cascos).

A regra diz que os vencedores da última edição tem o direito de escolher a versão de barco para a próxima.

O Royal New Zealand Yacht Squadron indicou que as regatas serão disputadas em monocascos de alta performance.

Monocascos são iguais aos Volvo Ocean Race atuais!

Já os catamarãs usados nas edições anteriores são mais rápidos e chamam atenção por literalmente voarem.

 

America’s Cup pode terminar amanhã

25/06/2017 18:14
America’s Cup 2017 pode ser decidida nesta segunda-feira (26) nas Bermudas, locais das regatas do evento esportivo mais antigo do mundo. O Emirates Team New Zealand venceu os dois duelos contra o ORACLE Team USA deste domingo (25) e abriu 6 matchs a 1 na competição. Ganha quem completar sete pontos primeiro.
25/06/2017 – Bermuda (BDA) – 35th America’s Cup 2017 – 35th America’s Cup 2017 Presented by Louis Vuitton, Day 4
”Estamos muito contentes com nosso desempenho. Perdemos uma no sábado e hoje recompensamos”, disse Peter Burling, comandante do barco da Nova Zelândia. “Nós temos uma equipe fantástica. Todos nós temos o mesmo o mesmo objetivo a alcançar”.
O resultado é idêntico ao da edição 2013 da America’s Cup, que envolveu as duas equipes. Os norte-americanos viraram o placar nas regatas, que foram disputadas em São Francisco, na Califórnia. Naquela edição, no entanto, estava 8-1.
“Eles [Emirates Team New Zealand] navegaram melhor do que nós hoje e cometeram muito menos erros”, admitiu Jimmy Spithill comandante do ORACLE. “Eles mereceram ganhar as duas provas porque claramente cometemos muitos erros. Estamos em uma situação difícil agora e tudo o que podemos realmente fazer é pensar uma regata por vez.
As regatas são disputas nas Bermudas e transmitidas para o Brasil pela ESPN+ a partir de 14h.
 O evento poderia ter sido decidido, mas o ORACLE, que venceu as seletivas e entrou nas finais direto, obrigou os adversários a entrarem com -1 no placar.

America’s Cup sem regata na quarta

31/05/2017 17:57

Não houve regata no quinto dia da seletiva para definir o finalista da America’s Cup 2017. A organização do evento de vela oceânica, que é disputado nas Bermudas, preferiu adiar as provas para não ter prejuízo técnico às equipes. Na modalidade, as situações de pouco vento ou muito vento podem resultar em cancelamento de regatas, como ocorreu nesta quarta-feira (31). “Não é ideal que tenhamos que adiar as regatas, mas é precisamente por isso que temos dias extras no cronograma. A Mãe Natureza é inconstante, até mesmo os primeiros competidores dessa regata tiveram que lidar com ventos fracos e fortes”, disse Iain Murray, diretor da America’s Cup.

A competição de vela é o evento esportivo mais antigo do mundo e disputada de quatro em quatro anos. Seis equipes participam da seletiva nas Bermudas, mas uma delas, o ORACLE Team USA, já está garantida na final, pois é o detentor do título. A regra diz que os desafiantes devem se enfrentar na qualificação (todos correm contra todos duas vezes) e os quatro melhores avançam às semifinais para que saia apenas um finalista.

Saiba mais sobre os matchs aqui.

O placar atual, após 18 regatas disputadas, aponta Emirates Team New Zealand e Land Rover BAR (Grã-Bretanha) com vantagem confortável para os outros desafiantes. Duas vagas restantes devem ser disputadas por Artemis (Suécia), SoftBank Japan e Groupama France.

O placar do segundo dia da America’s Cup

28/05/2017 21:54

O segundo dia de regatas nas Bermudas para definir o desafiante ao trono da America’s Cup foi ruim para o Land Rover BAR, comandado pelo tetracampeão olímpico britânico Ben Ainslie. Nos dois matchs deste domingo (28) contra ORACLE e Emirates, os ingleses perderam

E mais: a vantagem obtida na World Series 2015 e 2016 foi pro espaço. Eles já estão em segundo com Emirates Team New Zealand.

Saiba mais aqui

28/05/2017 – Bermuda (BDA) – 35th America’s Cup Bermuda 2017 – Louis Vuitton America’s Cup Qualifiers, Day 2
28/05/2017 – Bermuda (BDA) – 35th America’s Cup Bermuda 2017 – Louis Vuitton America’s Cup Qualifiers, Day 2

America’s Cup tem início com domínio dos EUA

27/05/2017 17:04

Os primeiros seis matchs da Louis Vuitton, regatas de classificação que definem o desafiante da 35ª America’s Cup, foram disputados neste sábado (27), na Baía de Great Sound, nas Bermudas. O evento mais esperado da vela mundial, ao lado da Volvo Ocean Race e Olimpíada, é disputado de quatro em quatro anos. Os atuais bicampeões, ORACLE Team USA tiveram 100% de aproveitamento.

27/05/2017 – Bermuda (BDA) – 35th America’s Cup 2017 – Louis Vuitton America’s Cup Qualifiers, Day 1, Live Photo
Os detentores do título, os norte-americanos do Oracle Team USA abriram as provas contra os franceses Groupama Team France. O time de Jimmy Spithill passou com sobras pelos adversários comandados por Franck Cammas, que já foi campeão da Volvo Ocean Race.
Na sequência, os suecos do Artemis, com medalhistas olímpicos da vela a bordo, passaram pelos orientais do Softbank Team Japan, após uma virada na reta final do match. Apesar de ser do Japão, o barco tem apenas um atleta local: Yuki Kasatani.
O terceiro match do dia foi Nova Zelândia x França. A tripulação neozelandesa venceu com tranquilidade os matchs contra Groupama (França) e chamou atenção do mundo da vela ao usar pedais para regular as velas. Os outrOs cinco usam os braços no chamado ‘grinder’.
Comandada pelo tetracampeão olímpico  Sir Ben Ainslie, a equipe britânica do Land Rover BAR estreou com vitória sobre os suecos do Artemis, com 11 segundos de vantagem na linha de chegada. A equipe conta também com Giles Scot, campeão olímpico na Rio 2016, e com o espanhol Xabi Hernandéz, atual comandante do MAPFRE na Volta ao Mundo e também ouro olímpico.
O penúltimo duelo do dia foi a reedição da America’s Cup 2013 entre Estados Unidos e Nova Zelândia. O ORACLE USA largou melhor, mas as pedaladas dos kiwis igualaram o duelo até um contorno de boia, onde uma quase batida entre os catamarãs foi pior para os kiwis, que perderam a prova.
No último match, os britânicos do Land Rover BAR foram penalizados no procedimento de largaram e perderam para os japoneses. O veleiro teve uma delaminação no casco.
As regatas voltam a ser disputadas neste domingo, a partir de 14h (horário de Brasília) com SUE x FRA, EUA x GBR, JAP x NZL, EUA x SUE, NZL x GBR e JAP x EUA. O evento é transmitido no Brasil pela ESPN+.

America’s Cup tem início no sábado!

26/05/2017 09:32
A organização da 35ª America’s Cup decidiu adiar para sábado (27) a abertura das regatas da Louis Vuitton, que definem o desafiante do ORACLE Team USA na decisão, chamada de America’s Cup. Os fortes eventos nas Bermudas, locais da provas com os catamarãs voadores AC35, impediram que o evento – o mais antigo em vigência do calendário esportivo mundial – tivesse início no meio da semana.
25/05/2017, Royal Naval Dockyard (Bermuda), 35th America’s Cup, 1 day to go
Os desafiantes ao trono do ORACLE são: Land Rover BAR (Reino Unido), Team France Groupama (França), Emirates Team New Zealand (Nova Zelândia), SoftBank Team Japan (Japão) e Artemis Racing (Suécia).