Vídeo: Largada da Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne com os IMOCAs

04/07/2020 21:58

A regata  Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne teve início neste sábado (4) com 20 barcos da IMOCA 60.

A largada ocorreu no período da tarde em Les Sables d’Olonne com  15 a 17 nós soprando.

Os velejadores farão um percurso triangular pelos mares da Europa, passando por Islândia e os Açores.

A Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne tem 3.600 milhas.

A competição em solitário serve de aquecimento e qualificação para a Vendée Globe 2020, que larga em novembro.

Esta por sinal é a Volta ao Mundo sem escalas e sem assistência!

Link do vídeo  — https://youtu.be/F3A1ycJBLCc

Vinte e um barcos haviam sido inscritos inicialmente para a regata, mas o francês Alain Roura, do La Fabrique, permaneceu em terra para nascimento do filho.

Outro ausente é Alex Thomson, da Grã-Bretanha, no HUGO BOSS, que optou por não participar deste percurso.

Para acompanhar a posição real dos barcos clique no link ao lado — https://www.imoca.org/fr/courses/imoca-globe-series/vendee-arctique-les-sables-d-olonne

Départ Les Sables d’Olonne 04/07/20

A regata conta com ídolos da vela francesa como  Armel Tripon (L’Occitane en Provence) e Jérémie Beyou (Charal).

Ambos tiveram melhor início de largada no Golfo de Biscaya.

Atual campeão da Transat Jacques Vabre na classe IMOCA, Charlie Dalin largou com seu Apivia.

Assim como Kevin Escoffier a bordo do PRB.

O alemão Boris Herrmann (Seaexplorer-Yacht Club de Monaco) e a britânica Sam Davies  (Initiative-Coeur) estão na disputa pelo título.

Além da Transat Jacques Vabre e da Vendée Globe, os IMOCAs serão usados na The Ocean Race 2021-22.

Por Flávio Perez

Barco da The Ocean Race bate recorde na Round Denmark Race

02/07/2020 16:22

Mais um barco VO65 confirmado na próxima edição da The Ocean Race se deu bem em regatas pelo mundo.

Depois da vitória do Race for the Planet na Sailing Trophy de Portugal, o Childhood1 bateu recorde da Round Denmark Race.

Nesta quarta-feira (1), a equipe do veterano Bouwe Bekking bateu o recorde da prova dinamarquesa.

O veleiro do holandês fez as 775 milhas náuticas em 2 dias, 22 horas, 24 minutos e 21 segundos.

O resultado ainda aguarda homologação do World Speed Sailing Record Council.

O Childhood1 é mais um VO65 garantido na volta ao mundo de 2021-22. O barco apoia ações de apoio à infância e juventude e tem a bandeira sueca.

A antiga Volvo Ocean Race contará também com os veleiros da categoria IMOCA 60, que estão envolvidos com a Vendée Globe e a Transat Jacques Vabre.

Bouwe Bekking irá para sua nona regata Ocean Race e ainda sonha em ser  campeão.

Na edição anterior, o Team Brunel ficou em terceiro lugar no geral.

 

 

 

 

America’s Cup: Primeiro Challenger chega a Auckland

01/07/2020 19:24

O barco American Magic do New York Yacht Club chegou a Auckland, na nova Zelândia, para a America’s Cup 2021.

DCIM100MEDIADJI_0046.JPG

O desafiante norte-americano foi levado à Oceania via cargueiro de Pensacola, Flórida.

O navio com o AC75 saiu em 27 de maio do continente americano.

Também foram transportados vários contêineres de equipamentos e um barco de apoio.

As bases de equipes que disputarão as regatas da World Series e da Louis Vuitton Cup ainda serão construídas.

Não há data anunciada sobre quando a equipe voará para a Nova Zelândia.

Está previsto o protocolo de quarentena de 14 dias, supervisionada pelo governo do país anfitrião.

Enquanto isso, o Emirates Team New Zealand deveria começar os treinos nesta semana, mas a sessão foi interrompida devido ao mau tempo.

A America’s Cup definirá seu campeão em abril de 2021.

O Emirates Team New Zealand é o detentor do título e já está na final bem como escolheu o local das regatas.

 

Racing for the Planet ganha regata em Portugal

30/06/2020 14:25

A equipe de vela oceânica da Fundação Mirpuri – ‘Racing for the Planet’ – conquistou seu primeiro título na modalidade.

No último fim de semana, a tripulação liderada pelo francês Yoann Richomme foi a campeã do  Sailing Trophy, evento disputado em Portugal.

O barco também inscrito na The Ocean Race na categoria VO65 venceu a primeira etapa em condições de vento leve.

O veleiro chegou a Sesimbra, na primeira perna, uma hora antes do rival The Austrian Ocean Race Project, que terminou em terceiro lugar na geral.

O Sailing Trophy foi o primeiro evento do Racing for the Planet.

“A primeira vitória de uma equipe é sempre especial e comemorar essa conquista em Cascais, na casa de nossa equipe, é ainda mais importante”, disse o capitão Yoann Richomme.

 

No retorno da perna até Cascais, a equipe de Mirpuri continuou seu ritmo de vitória, liderando em condições complicadas contra o vento.

Racing for the Planet e The Austrian Ocean Race Project confirmaram que estarão na disputa da The Ocean Race 2021-22.

Mais informações em https://www.theoceanrace.com/en/news/12589_-Racing-for-the-Planet-wins-first-edition-of-Mirpuri-Foundation-Sailing-Trophy.html

Pernambuco confirma realização da REFENO 2020

29/06/2020 12:49

A Regata Internacional Recife-Fernando de Noronha – REFENO está garantida em 2020.

O Cabanga Iate Clube de Pernambuco confirmou acordo com o Governo do Estado e a Administração de Fernando de Noronha para a realização do evento.

A largada da prova será em 10 de outubro do Marco Zero de Recife (PE) e chegada no Mirante do Boldró, na Ilha de Fernando de Noronha.

A regata tem ao todo 300 milhas náuticas de distância, o equivalente a 560 quilômetros.

A 32ª Regata Internacional Recife/Fernando de Noronha já conta com 112 barcos confirmados de quatro países: Brasil, Argentina, Espanha e Uruguai.

Veleiros de 17 estados brasileiros estão na lista.

É mais um evento de vela oceânica confirmado para Recife (PE).

Na semana passada, o staff da GLOBE40 2021-22, volta ao mundo em duplas, garantiu a Stopover brasileira na cidade.

Força-tarefa

O organizadores da REFENO fizeram uma força-tarefa para seguir todas as recomendações das autoridades sanitárias.

Um protocolo sanitário vai ser publicado em breve, onde um dos itens será a obrigatoriedade de todos os participantes da regata testarem negativo para Covid-19.

A Regata Recife-Fernando de Noronha terá a disputa nas classes ORC, IRC, RGS, VPRS, Mocra, Catamarã, Trimarã, Aço, Alumínio, Bico de Proa, Aberta, Turismo e Clássicos.

Todos os veleiros participantes deverão estar aptos a realizar a travessia rumo ao Arquipélago de Fernando de Noronha de acordo com os regulamentos da Marinha do Brasil.

Em 2019, a Refeno foi a maior da história com mais de 700 velejadores em 89 embarcações que partiram do Recife.

O Fita Azul, pelo segundo ano consecutivo, foi conquistado pelo barco pernambucano Patoruzú, comandada por Higínio Marinsalta, que concluiu a travessia em 27h45min35.

O recorde geral da regata ainda pertence ao Adrenalina Pura. Em 2007, o barco chegou na frente em apenas 14h34min54s.

Fonte: https://www.refeno.com.br/noticia.php?id=462

 

Vídeo: Contagem regressiva de 1 ano para a Globe40

26/06/2020 14:01

A volta ao mundo Globe40 2021 começará em 27 de junho.

A prova do Class40 em duplas parte de Tanger, no Marrocos, e termina em 2022 em Lisboa, em Portugal.

A Globe40 deve contar com barcos da França, Austrália, Holanda, Dinamarca, Suécia e EUA.

O evento é organizado pela SiriusEvent e já tem 16 barcos confirmados para as 34 mil milhas náuticas de prova.

As inscrições dos Class40 podem ser feitas até 1º de outubro.

O Brasil terá uma parada em Recife (PE), mas não há previsão de duplas do País na regata.

O barco de 40 pés é usado em grandes travessias internacionais como a Transat Jacques Vabre.

Recentemente, skippers brasileiros estiveram envolvidos com a categoria.

Na TJV 2015, o Zetra de Renato Araújo e Eduardo Penido correram o evento.

Na temporada seguinte, em 2017, foi a vez do Team Mussulo Angola Cables com José Guilherme e Leo Chicourel.

 

Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre confirma mais três edições

25/06/2020 14:20

A organização da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre consolida sua herança na vela oceânica e confirma o compromisso de realizar as próximas três edições da regata.

Nesta quinta-feira (25), a maior prova em duplas do mundo confirmou que a Região da Normandia será co-organizador do evento realizado de dois em dois anos.

Nas últimas quatro edições, a regata teve o Brasil como destino final, sendo Itajaí (SC) em 2013 e 2015, e Salvador (BA), em 2017 e 2019.

A última Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre bateu recorde de participantes, com 59 barcos em três classes.

O novo programa da competição inclui a criação da Fundação Transat Jacques Vabre, que tem objetivo é apoiar jovens talentos da modalidade, bem como projetos inovadores com igualdade de gênero e meio ambiente.

A próxima edição da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre deve ser realizada em 2021.

E para apoiar o desenvolvimento da nova estratégia do evento, a organização anunciou também a nomeação de Caroline Caron como nova CEO – Chief Executive Officer da regata. A francesa atua na indústria do esporte há mais de 20 anos.

Gildas Gautier, no comando da Transat Jacques Vabre desde 2009, vai se envolver em novos projetos.

”Nos últimos 10 anos, defendemos com a Transat Jacques Vabre, uma regata em mar aberto, com muita participação e interesse ambiental”.

”Com Caroline, essas aspirações serão reforçadas e será um prazer acompanhá-la na condução deste belo barco que ela poderá seguir em direção a novos horizontes”.

Caroline Caron comentou sobre seu novo cargo. ”Estou feliz e honrada por apoiar o novo e ambicioso projeto da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre. Contribuir para que essa regata histórica tenha um impacto positivo nas mulheres, nos homens e no meio ambiente”.

Por quase 30 anos, a marca de café Jacques Vabre e a cidade de Le Havre estão envolvidas no projeto e investindo em regatas oceânicas. Juntas conseguiram promover, a cada dois anos, a mais longa regata transatlântica.

Conscientes dos valores, tanto esportivos quanto humanos, além de sua responsabilidade na indústria náutica, os dois parceiros reafirmam seu compromisso com as próximas três edições.

O objetivo comum é aumentar a notoriedade da competição esportiva para converter esse know-how de organizador de competições esportivas reconhecida em um local de eventos marcantes.

”A regata é um evento imperdível no IMOCA Globe Series Championship, um marco importante a cada dois anos. A edição de 2019 foi um grande sucesso com intensidade do início ao fim. Os velejadores adoram esse formato em duplas e esse percurso cruzando a Linha do Equador. Ter esse compromisso hoje envia um forte sinal para as equipes, seus parceiros e a Classe IMOCA, um grande obrigado a eles”, disse Antoine Mermod, presidente da classe IMOCA

 

 

Últimos ajustes para a regata Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne

24/06/2020 18:58
Lorient La Base, Défi Azimut 2019. Lorient La Base, Défi Azimut 2019. Jeudi 19 septembre, départ des 48heures

A regata Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne teve sua largada confirmada para 4 de julho e a organização divulgou seu cronograma de atividades pré-evento.

Como manda a regra de evento de vela oceânica Classe A na França, a prova exige integração dos velejadores e equipes com os fãs da modalidade, mesmo em tempos de COVID-19.

A competição é considerada o último teste para a Vendée Globe partirá de Les Sables d’Olonne, na França, num percurso triangular pelos mares da Europa, passando por Islândia e os Açores.

Serão quase 3.600 milhas náuticas de navegação individual a bordo de IMOCA60.

Os velejadores têm a última chance de qualificação milhas velejadas para a Vendée Globe, que será só em 8 de novembro.

A VG é a volta ao mundo em solitário e sem escalas!

A Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne foi projetada para os velejadores  reatarem seus laços com vida no exterior.

A regata entrou no lugar da New York-Vendée-Les Sables d’Olonne, que deveria começar no dia 16 de junho.

A crise da saúde e o bloqueio de dois meses interromperam seriamente a programação das equipes esportivas.

Esse evento francês vai receber 21 barcos.

”Tudo está em um cronograma muito apertado desde o final da Transat Jacques Vabre em 2019 até o início do Vendée Globe no final de 2020”, disse o francês Jérémie Beyou (Charal).

”Foi necessário refazer o cronograma inteiro”.

Para a francesa Clarisse Crémer (Banque Populaire X), a Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne será a primeira prova individual na IMOCA.

”Não é uma tarefa fácil! Mesmo que eu queira ir rápido e navegar por uma boa trajetória, basicamente vou me concentrar no meu barco e em mim”.

”Essa regata é um objetivo importante para mim, como alguém que não estava predestinada a integrar uma equipe tão boa e, inevitavelmente, sinto uma sensação de apreensão”.

”Terminar a prova, honrar minha equipe e provar que sou uma velejadora são objetivos concretos”.

Charal sailing team

 

Influenciadores de futebol recordam os gols nos minutos finais da CONMEBOL Libertadores

A Betfair.net convidou oito influenciadores de futebol para relembrar os gols nos minutos finais mais marcantes da história da Libertadores da América. O parceiro oficial da CONMEBOL Libertadores e CONMEBOL Sul-Americana replicou os vídeos, que estimularam os fãs de futebol a recordar os lances inesperados envolvendo suas equipes favoritas na competição continental.

As postagens foram feitas no perfil do Instagram @Betfair_net no fim de semana.

Os gols de Gabriel Barbosa na decisão da Libertadores 2019 pelo C.R. Flamengo estão entre os mais escolhidos pelos internautas, além da partida de volta das quartas de final de 2012 entre S.C. Corinthians e C.R. Vasco da Gama, com direito à defesa cara-a-cara do goleiro Cássio e a cabeçada salvadora de Paulinho.

As façanhas de Rogério Ceni pelo São Paulo F.C. e Neymar pelo Santos F.C. também foram registradas pelos torcedores. Cada perfil escolheu o melhor comentário para dar uma camisa oficial de seu clube favorito.

O ex-volante Perdigão, campeão da CONMEBOL Libertadores 2006 pelo S.C. Internacional, postou a virada histórica da equipe colorada contra o Pumas (MEX), em partida válida pela primeira fase da competição.

O time gaúcho estava perdendo em pleno Beira-Rio para os mexicanos por 2 a 0, mas os gols de Michel, Fernandão e Adriano Gabiru ajudaram o Internacional a seguir rumo ao título.

”Foi uma vitória super importante, que nos colocou na fase seguinte da competição. Depois seguimos para lutar pelo inédito título da Libertadores e do Mundial de Clubes”, disse Perdigão.

Vestida com a camisa tricolor do Grêmio FPA, a modelo Carolina Portaluppi escolheu a partida da sua equipe contra o Palmeiras pelas quartas-de-final da CONMEBOL Libertadores 2019. A filha do treinador Renato Gaúcho disse ter sofrido até os minutos finais no Pacaembu, em São Paulo (SP).

”Eu achei que a gente ia perder! Foi muito sofrido o jogo, mas graças a Deus a gente ganhou, foi muito importante”, completou Carolina Portaluppi.

Os flamenguistas @flazoeiro_oficial e @OZepilote escolheram a façanha mais recente da equipe rubro-negra em Lima (PER), quando o Flamengo virou nos minutos finais contra o River Plate (ARG) e ficou com o bicampeonato.

O influencer Igor Cavalari, o Igão, escolheu a vitória sofrida do S.C. Corinthians contra o Vasco na CONMEBOL Libertadores 2012 para abrir a votação em seu perfil com mais de 1 milhão e 700 mil seguidores. A defesa de Cássio do chute do atacante Diego Souza é apontada por muitos com um dos momentos mais imprevisíveis da competição.

Outros influenciadores como Luana Maluf (S.E. Palmeiras), Ademir Quintino (Santos F.C.) e Layla SPFC Terra (São Paulo Futebol Clube) também participaram da ação no perfil @Betfair_net do Instagram.

Por Flávio Perez

Dia da Mulher Engenheira e sua atuação na Formula E

23/06/2020 19:29

Após eventos bem-sucedidos na Cidade do México e no E-Prix de Berlim no início de 2019, a Fórmula E fez parceria novamente com a iniciativa Girls on Track da FIA para a temporada 2019/20 de Fórmula E, com eventos realizados durante a rodada dupla de abertura em Diriyah na Arabia Saudita, e na 3ª etapa realizada em Santiago no Chile.

Lançada em fevereiro de 2019 no E-Prix da Cidade do México, a iniciativa Girls On Track da FIA visa impactar a meta da FIA de igualdade de gênero e aumento da participação no automobilismo. Oferece uma oportunidade única de inspirar e incentivar meninas de 8 a 18 anos a se envolverem em uma série de atividades inovadoras que visam aumentar a confiança e criar novas oportunidades de carreira emocionantes.

As meninas puderam se envolver em oficinas técnicas para desenvolver suas habilidades em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM) enquanto eram encorajadas a serem criativas e trabalharem em equipe.

Os participantes também aprenderam diretamente com os jornalistas do automobilismo como reportar em uma reunião de corrida e preparar uma notícia, além de apresentar uma entrevista para a câmera.

As meninas participaram de uma atividade de direção, guiadas por um instrutor em um simulador onde receberam dicas sobre onde frear, como pilotar nas curvas e quando acelerar, e na sequência saíram para uma volta prática em uma pista e duas voltas cronometradas – uma ótima oportunidade de dar a largada em uma carreira no kart.

A FIA Girls on Track nasceu do programa Dare To Be Different de Susie Wolff, atualmente chefe da equipe ROKiT Venturi Racing. A iniciativa foi fundada com o objetivo de incentivar as mulheres a participar do esporte a motor.

Para o Dia Internacional da Mulher na Engenharia, a ROKiT Venturi Racing contou a história de Delphine Buscaye, monegasca graduada em Mecânica Avançada e que ocupa posição de destaque na equipe, entre os principais engenheiros no dia a dia do time.

“Eu cresci em um ambiente em que você tinha que provar a si mesmo e provar o que pode fazer”, disse Biscaye, que está na Venturi desde 2009.

“Tive a ideia de que, se você quer fazer algo, deve fazê-lo e nem sempre deve pedir permissão ou aguardar conselhos e ajuda – basta fazer o seu melhor. Foi isso que me empurrou.”

“Se eu tivesse que oferecer um conselho a alguém que quer trabalhar no automobilismo – ou para a vida em geral – eu diria que não pare. Não dê ouvidos às pessoas que dizem que você não pode fazer isso. Apenas tente e você verá o que pode fazer.”