Formula E reduz custos por causa do vírus

09/04/2020 22:29

A ABB Fórmula E e a FIA confirmaram que o campeonato reduzirá a carga financeira de suas equipes em meio à crise global de saúde, reduzindo os custos de desenvolvimento.

Como parte dos planos de redução de custos, a Fórmula E, a FIA, as equipes e os fabricantes concordaram por unanimidade em adiar o lançamento do carro Gen2 EVO para a temporada 2021/22 do Campeonato Mundial da ABB FIA Fórmula E.

Após uma votação eletrônica, o Conselho Mundial de Automobilismo da FIA (WMSC) ratificou a decisão de estender o período de homologação, com os fabricantes capazes de alterar os componentes do powertrain apenas uma vez nas próximas duas temporadas.

As equipes poderão introduzir um novo carro na sétima temporada por um ciclo de dois anos, ou estender o uso da tecnologia atual para a próxima temporada, antes de homologar um novo carro para o ano seguinte, o qual será válido para uma única temporada.

Após discussão com os fabricantes, as alterações nos regulamentos técnicos foram feitas com a estabilidade financeira de longo prazo dos participantes do campeonato.

A Fórmula E e a FIA adotaram uma abordagem flexível e colaborativa para diminuir os gastos, que reduzirão pela metade os custos de desenvolvimento dos carros nas próximas duas temporadas.

Além de apoiar imediatamente sua comunidade, a Fórmula E está comprometida em encontrar maneiras de combater a crise global de saúde e ajudar outras pessoas afetadas pela disseminação do coronavírus.

Sail in Festival ”em casa” e de graça

De quinta-feira, 9 de abril, até 3 de maio, o tradicional encontro espanhol SAIL Festival será promovido online.

Com o tema ‘em casa’, o evento exibirá todas as segundas e quintas-feiras uma nova sessão com filmes e palestras com acesso gratuito.

Todo o conteúdo estará na versão original e legendado em espanhol.

O material estará disponível por um período limitado de três dias a partir da sua publicação antes de ativar a próxima sessão pelo mesmo período.

A participação será aberta através do link que eles publicarão na web.

Mais infos em — http://www.sailinfestival.com/sail-in-home/

Após as seis edições realizadas em Bilbao (Espanha), o SAIL IN Festival se posicionou como referência na cultura da vela, com um modelo único no mundo.

Em 2019, a edição presencial teve a estreia do documentário Padre del Viento, de Santiago Lange

http://www.sailinfestival.com/2019/11/13/santiago-lange/

Pode ter etapa da Formula E até na Cidade do Cabo

Cidade sul-africana tem três projetos focados na categoria de carros elétricos, de acordo com publicação de um site francês.

O site France Racing revelou esta semana que um dos novos cenários que podem vir a fazer parte da Fórmula E é a Africa do Sul.

Uma empresa sul-africana chamada e-Movement está a frente do projeto.

Apesar de toda a crise por conta da pandemia do coronavírus no que diz respeito a sexta temporada, a Fórmula E continua com possibilidades de estender seu alcance a outros países para as próximas edições do campeonato de carros elétricos.

A e-Movement é apoiada pela Jaguar, montadora britânica que além de ter uma equipe oficial na categoria, também é responsável pela série de carros de turismos totalmente elétricos que participa de algumas etapas junto com a Fórmula E, a Jaguar I-Pace eTROPHY.

O plano de receber um eprix está sendo desenvolvido em estreita colaboração com as autoridades locais para a realização da prova em uma cidade portuária na Cidade do Cabo.

Três projetos já foram elaborados, e de acordo com o presidente da e-Movement, Iain Banner, as conversas estão em constante evolução para a realização do eprix sul-africano.

“O principal objetivo é criar um projeto que exija muito pouca construção e cause menos perturbações para os habitantes da cidade e para o tráfego rodoviário”, explicou Iain Banner para o France Racing.

“Atualmente, estamos avaliando todas as possibilidades de trazer a Fórmula E para a Cidade do Cabo. Todas as discussões foram conclusivas até agora colocaram a Cidade do Cabo como uma séria candidata para as próximas temporadas.”

Vale lembrar que a Fórmula E já tem uma etapa no continente africano: o ePrix de Marrakesh, no Marrocos, que inclusive foi a última etapa disputada até o momento na sexta temporada, que está paralisada por conta da pandemia do COVID-19.