Yacht Club Paulista promove mais uma vez a Copa Vela

O Yacht Club Paulista promove mais uma vez a Copa Vela YCP.

A primeira etapa de 2020 começa neste fim de semana com expectativa de mais de 200 velejadores.

As classes inscritas são: Snipe (Master, Feminino, Mista e Junior ), HPE25, Catamarã, Lightning e Laser.

As próximas etapas estão marcadas para 25 e 26 de abril, 23 e 24 de maio, 15 e 16 de agosto, 26 e 27 de setembro e 24 e 25 de outubro.

Segundo o comunicado oficial do YCP, o evento valoriza o nível técnico dos competidores e promove a confraternização entre os velejadores de todos os clubes.

”É visível o crescimento da vela como esporte e as regatas terão atenção especial do clube e do público pela influência e movimentação em torno dos Jogos Olímpicos”, disse o Comodoro do YCP, Roberto Dotta Filho.

A primeira competição da Copa Vela YCP, realizada em 2015, reuniu 300 velejadores e 120 barcos.

Os anos seguintes registraram permanente crescimento de velejadores e de barcos.

A soma de competidores dos últimos 5 anos ultrapassa 2 mil velejadores, de 10 classes diferentes, com a participação de mais de 10 clubes.

Formula E desembarca no México neste sábado

A ABB Formula E Championship chegou a Cidade do México para a quinta etapa da temporada 2019-20.

O 2020 CBMM Niobium Mexico City E-Prix será disputado neste sábado (15) a partir de 19h (Horário de Brasília), no tradicional Autódomo Hermanos Rodríguez.

Os mexicanos, que recebem pela quinta vez a categoria dos carros elétricos, mudaram o traçado, que já não conta mais com as duas chicanes que causaram tantos incidentes na temporada passada, e agora, além de um trecho maior de velocidade alta, os pilotos vão encarar a famosa curva ‘Peraltada’.

Com as mudanças, é esperado que outra vez a pista mexicana contemple uma disputa emocionante, como já é tradicional.

Afinal, basta relembrar o final da corrida do ano passado, onde o vencedor foi definido a poucos metros da linha de chegada: o alemão Pascal Wehrlein (Mahindra Racing) viu seu Gen2 ficar sem energia a poucos metros da bandeirada e o brasileiro Lucas di Grassi vencer pela segunda vez no México.

Aliás, o piloto brasileiro e sua equipe, Audi Sport ABT Schaeffler, costumam obter bons resultados na capital mexicana.

Em 2016, Di Grassi chegou em primeiro, mas foi desclassificado e a vitória ficou com o belga Jérôme D’Ambrosio.

Em 2017, outra vez Di Grassi cruzou a linha de chegada em primeiro, enquanto em 2018 foi a vez de seu companheiro de equipe Daniel Abt ganhar pela primeira vez na categoria.

“O ePrix da Cidade do México é um dos principais eventos da temporada da Fórmula E. É a única pista permanente – autódromo – do nosso calendário e todos os pilotos adoram seu traçado, que inclusive terá novidades para este ano, com a retirada das chicanes e a inclusão da curva Peraltada”, disse Lucas Di Grassi.

”O povo mexicano é simpatia pura: lembra muito o brasileiro, mas com os trejeitos característicos daquele país tão encantador. Eu adoro correr no México e não é à toa, já que conquistei duas vitórias lá – em 2017 e 2019 –, sendo que a do ano passado foi simplesmente inesquecível”.

A Cidade do México também traz boas lembranças para o outro piloto brasileiro do grid, Felipe Massa.

O piloto da ROKiT Venturi Racing disputou sua primeira Super Pole e marcou seus primeiros pontos na Fórmula E na etapa mexicana do ano passado.

Massa largou em terceiro e terminou a corrida na oitava colocação.

Vandoorne na ponta

Após três etapas disputadas, a sexta temporada da Fórmula E está equilibrada e chega a capital mexicana com um novo líder: o belga Stoffel Vandoorne, da Mercedes-Benz EQ Formula E Team.

Com o bom início da equipe alemã no campeonato, Vandoorne está confiante em marcar o maior número de pontos e quem sabe até, conquistar o terceiro pódio na temporada (ele foi terceiro colocado nas duas etapas de Diriyah, na Arábia Saudita).

”O México é um dos locais mais bonitos do calendário e por isso estou tão feliz em voltar, especialmente por ter acabado de assumir a liderança do campeonato. Os fãs são incrivelmente apaixonados e vêm em massa todos os anos”.

”É sempre uma sensação muito especial pilotar pelo estádio e absorver a atmosfera. Em contraste com o ano passado, esperamos um layout de pista diferente, com mais oportunidades de ultrapassagem desta vez”.

”Estou convencido de que isso tornará a corrida mais equilibrada e interessante, especialmente em termos de gerenciamento de energia. Espero que possamos fazer um bom trabalho novamente e marcar o máximo de pontos possíveis”.

O 2020 CNMM CBMM Niobium Mexico City E-Prix será disputado neste sábado, 15 de fevereiro, e terá a transmissão exclusiva no Brasil pelo canal Fox Sports 2, a partir das 18h30. Confira abaixo os horários:

2020 CBMM Niobium Mexico City E-Prix
Treino Livre: 13h (transmissão via Facebook)
Treino Classificatório: 14h45
Largada: 19h (transmissão Fox Sports 2)