Troféu Ayrton Senna de Kart reúne nove países e abre temporada 2020 da modalidade

26/01/2020 23:23

O 1º Troféu Ayrton Senna de Kart terminou neste sábado (25) com mais de 200 participantes de nove países no Kartódromo Internacional de Birigui, no interior de São Paulo.

O evento, que abriu a temporada 2020 da categoria, deu início às comemorações dos 60 anos do tricampeão de Formula 1.

As provas também serviram de teste para o Mundial de Kart, marcado para outubro deste ano, no mesmo local.

As baterias do Troféu Ayrton Senna de Kart foram divididas em 15 categorias e reuniram 188 pilotos profissionais e 29 amadores.

A intenção dos organizadores é consolidar o campeonato como competição de abertura de temporada em Birigui (SP), além de atrair kartistas de países da Europa, aproveitando o clima de verão no Hemisfério Sul.

Dentro da pista muito equilíbrio nas categorias, que foram divididas em Mirim, Cadete, F4, F4 Senior, Woman Series, Junior Menor, Shifter, OK, OK Junior, Senior, Super Senior, Junior, Novatos, Graduados e o Troféu Ayrton Senna Indoor.

”O evento já nasceu grande e internacional. Abrimos a temporada do kart em 2020, é uma competição referência para a modalidade”.

”Nos próximos anos vamos trazer mais gente e consolidar o Speed Park como local para pré-temporada”, disse Ricardo Gracia, presidente do Speed Park.

Quem recebeu homenagens foi Tuka Rocha. A família do ex-piloto de Stock Car acompanhou de perto a cerimônia oficial de abertura e se emocionou com o ”1 minuto de barulho”, ao invés do tradicional silêncio.

Tuka Rocha, que faleceu em novembro do ano passado vítima de um acidente de avião, era um dos idealizadores da competição ao lado do medalhista olímpico Thiago Pereira, ambos sócios da 2 Points.”

“O kart é a escola do automobilismo, e por este motivo queremos tornar o Troféu Ayrton Senna a prova de abertura do calendário brasileiro, transformá-la em uma competição referência da modalidade”.

”Além disso, conseguimos oferecer ao público várias atrações, não apenas nas pistas, um evento de alto nível”, falou Thiago Pereira, diretor da 2 Points.

O evento de kart teve apoio e chancela do Instituto Ayrton Senna pela primeira vez. A entidade promoveu uma exposição no Speed Park com fotos, capacetes e outras peças em referência ao piloto, do kart à F1.

“É uma grande homenagem para o Ayrton! a gente está trabalhando nos valores dele através desse evento, mais do que isso, incentivando as pessoas e resgatando kartismo no Brasil”.

”Então é um pontapé inicial de um sonho, construído em conjunto, que a gente está trazendo aqui para Birigui logo no começo do ano, abrindo o ano de comemorações ao 60 anos do Ayrton”,  Paola Nisterhofen Santilli, gerente executiva de Branding Ayrton Senna e Senninha.

Ayrton Senna completaria 60 anos no dia 21 de março.

Ritmo quente

As provas foram equilibradas em praticamente todas as categorias. Nem mesmo o calor de mais de 35 graus e sensação térmica na pista na casa dos 50 graus mudaram o ritmo dos pilotos. Durante todo o evento, que começou na segunda-feira (20), foram realizadas mais de 150 baterias, incluindo treinos, classificação e corrida.

Os pilotos foram divididos em categorias por idades e níveis no Troféu Ayrton Senna. As provas finais tiveram em média 20 voltas no percurso de 1.228 metros do Speed Park. Um dos pegas mais equilibrados, kart a kart, foi na Shifter, que teve Pedro Lopes como campeão.

”Estou muito feliz com o resultado de hoje. Foi um trabalho muito suado, e sei que a equipe se dedicou muito, só o nosso time sabe o quanto difícil foi. E foi um grande prazer disputar o Troféu Ayrton Senna, que homenageia não só o tricampeão mundial, mas também o Tuka Rocha que idealizou tudo isso. E penso em voltar a competição no ano que vem, ainda mais forte do que este ano”, explicou Pedro Lopes, vencedor da categoria Shifter.

Na categoria feminino, Julia Ayoub foi a grande campeã. A piloto de 14 anos manteve o favoritismo em Birigui (SP). Ela é apontada como uma das principais competidoras da nova safra.

Julia Ayoub espera que mais mulheres entrem no kart, com apoio das autoridades locais. ”Eu acho que isso deve despertar interesse dos órgãos responsáveis pelo automobilismo a conversar mais sobre esse assunto tão importante que está sendo destaque, principalmente na Europa.

”Na minha opinião, as mulheres não são incentivadas. Homens e mulheres têm um “papel idêntico no esporte”, sendo como pilotos, engenheiras, mecânicas, e também promovendo-as na mídia”, completou Julia Ayoub.

Veja os resultados

O vencedor do Troféu Pole Position foi o jovem Raphael Gebara, de 8 anos, de Campos dos Goytacazes (RJ). O garoto levou o prêmio após conseguir ter a maior diferença para o segundo colocado no grid entre todas as categorias.

”É muito emocionante participar de um evento como esse. É uma responsabilidade enorme, pois temos que ter todo cuidado com ele. Por ser uma criança exige atenção, temos que prepará-lo, colocar capacete, a trava de segurança”.

”Enfim, é muito trabalho, mas ao mesmo tempo é muito satisfatório. O evento está muito bom, bem organizado, está de parabéns”, contou Marco Gebara, pai de Raphael.

Os números

188 pilotos profissionais

29 pilotos amadores

157 baterias

15 categorias

9 países

400 atletas para a corrida de rua Ayrton Senna Run (5 e 10 km)

40 crianças para a corrida de rua do Senninha

35 graus em Birigui (SP)

 

Mais informações e resultados em https://trofeuayrtonsennakart.com.br/

Autor: Flávio Perez

Flávio Perez é jornalista esportivo e gestor de esportes.

Compartilhe: