Velejadores da ANI embarcam para REFENO levando a bandeira de Itajaí (SC)

24/05/2019 16:45

Dupla de velejadores da ANI parte no sábado rumo a São Francisco do Sul e tem como destino final correr a tradicional regata REFENO

A tripulação do veleiro Gosto D’Água II parte de Itajaí (SC) neste sábado (25) para correr a tradicional regata Recife Noronha, popularmente conhecida como REFENO.

A dupla Claudio Copello e Marcelo Bonilla vai fazer várias paradas em municípios de seis estados da federação antes da regata nordestina.

O destino final será Recife (PE), onde ocorre a largada da prova no Marco Zero em 12 de outubro.

A ideia é fazer o percurso em até três dias

”A Regata Refeno, de Recife a Fernando de Noronha, eu já fiz no veleiro Itajaí Sailing Team, que foi num veleiro Manos Champ, o tempo foi 33 horas, agora que estarei no meu veleiro vai depender na previsão de tempo, mas eu calculo que devemos chegar lá em 48 horas”, disse Cláudio Copello.

Claudio Copello e Marcelo Bonilla integraram a  ANI – Associação Náutica de Itajaí, um dos principais projetos de fomento à vela no País.

Na viagem subindo o Atlântico, eles têm o objetivo de difundir a cultura náutica da cidade catarinense por meio de palestras em outras cidades litorâneas brasileiras.

Itajaí (SC) ganhou projeção esportiva por sediar regatas como Transat Jacques Vabre e Volvo Ocean Race.

Os navegadores partem no fim de semana rumo a São Francisco do Sul, onde será a primeira parada.

A dupla receberá outros convidados nas cidades de parada nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Espírito Santo e Bahia, além de Santa Catarina.

“Itajaí está se consagrando como polo náutico do Brasil. A cidade tem projetos únicos que precisam ser disseminados para outras cidades e estados. E o objetivo do Projeto Brasil Velejador é isso, compartilhar o melhor do que temos aqui”, disse Cláudio Copello.

Em abril de 2019, Cláudio Coppelo organizou as regatas do VelaShow, feira inédita da modalidade realizada em Itajaí.

O evento contou com provas de oceano e das classes Optimist e Ibis Rubra.

Projeto

O projeto apresentará duas palestras gratuitas aos fãs da vela.

 Claudio Copello ministra “Navegando Pela Cidadania” e explica os projetos sociais desenvolvidos na ANI – Associação Náutica de Itajaí, onde Claudio foi presidente por 6 anos.

Em “Navegar é Fácil”, Marcelo fala sobre teorias de vela para iniciantes e curiosos.

A palestra estreou no evento VelaShow!

O velejador ainda conta com um canal no Youtube onde compartilha experiências náuticas para mais de 10 mil seguidores.

Além das palestras, a dupla oferece vagas a venda para as travessias da rota.

A proposta é voltada para pessoas que tem curiosidade e querem viver a experiência a bordo.

Durante o período, o tripulante passará por uma imersão em conhecimento náutico prático.

Interessados em saber mais informações podem entrar em contato no número (47) 99146-2020 e (48) 99804-8782.

Transat Jacques Vabre faz visita técnica ao stopover de Salvador

A comissão organizadora da Transat Jacques Vabre visitou no mês de maio os representantes locais de Salvador, capital da Bahia, que receberá os barcos da próxima edição. A largada da regata em duplas pelo oceano Atlântico será dia 27 de outubro, em Le Havre, na França, com chegada de 7 a 17 de novembro, em Salvador. A prova terá ao todo 4.350 milhas náuticas ou mais de 8 mil quilômetros.

Os representantes da Transat Jacques Vabre, Gildas Gautier, Francis Le Goff e Raquel Cruz (formada em Jornalismo pela UNIVALI) se reuniram com as autoridades locais, entre elas a Marinha do Brasil, assim como as secretarias de Turismo estadual e municipal, co-organizadoras da regata.

”Nós estamos muito contentes de contar com o Governo do Estado da Bahia e a Prefeitura de Salvador para a organização desta que será uma edição recorde em número de participantes. Ambos reagiram de maneira positiva ao desafio de acolher quase 60 barcos, o que representa um investimento importante, mas duradouro para a marina pública de Salvador”, comentou Gildas Gautier, diretor-geral do evento.

Os mais 50 barcos já confirmados para a Transat Jacques Vabre ficarão atracados no Terminal Turístico Náutico da Bahia (TTNB), no bairro Comércio. No local, atrás do Mercado Modelo, será instalada uma Vila da Regata com atrações gratuitas para os visitantes, incluindo shows, visitação de veleiros e outras atividades voltadas ao público local de 7 a 17 de novembro de 2019.

Após a chegada em Salvador, os mais de 50 barcos das categorias IMOCA, Multi50 e Class40 participarão ainda de uma mini-regata na Baía de Todos-os-Santos. A proposta, segundo os organizadores, é de integrar a população das cidades vizinhas na programação do evento e democratizar a vela oceânica na região.

Além disso, os organizadores franceses fizeram visitas-técnicas às instalações da Vila da Regata e da infraestrutura hoteleira. Durante o período do evento, em torno de 350 estrangeiros estarão em Salvador entre eles jornalistas, membros da organização e autoridades francesas.

Barcos da Transat Jacques Vabre

A largada da edição 2019 da Transat Jacques Vabre será só em 27 de outubro e a organização já confirmou a parcial de 51 barcos inscritos até o momento. O número recorde deve ser ainda maior com mais de 55 duplas. As inscrições terminam em 12 de julho de 2019.

A rota entre Le Havre e Salvador da Bahia é uma velha conhecida dos velejadores, já que esta será a sexta vez em que a regata Transat Jacques Vabre terá como destino Salvador (Bahia), a primeira capital do Brasil.

A travessia chama a atenção pelas várias condições meteorológicas encontradas pelo caminho. O primeiro desafio a ser vencido é o perigoso golfo da Biscaia, entre a França e a Espanha.

Em seguida, é preciso superar o anticiclone das Ilhas Canárias e a potência dos ventos alísios até a passagem pela linha do Equador. Por fim, ainda conta com uma rápida descida pela costa do Nordeste brasileiro.

Tudo isso, antes de entrar na movimentada Baía de Todos-os-Santos, segunda maior baía natural do mundo.