Home Serviço Empresa fala sobre o problema com a merenda

Empresa fala sobre o problema com a merenda

“A P.R.M. SERVIÇOS E MÃO DE OBRA ESPECIALIZADA EIRELI EPP, através do seu representante legal, em atenção a matéria veiculada neste conceituado jornal, com toda veemência vem se contrapor aos argumentos, com os seguintes tópicos: 01 – Conforme consta no relatório, em anexo, assinado pela nutricionista da empresa, sra. Andrea Paes B. Queiroz e pelos representante da unidade infantil, no dia 5 de julho do corrente, foi enviado por meio eletrônico da secretaria Municipal de Educação, comunicação à nossa empresa que não havia a possibilidade de estar enviando os “ovos” para o cumprimento do cardápio de quarta-feira, dia 06 de julho do mesmo ano, sendo que poderia ser substituído pelo cardápio de sexta-feira (macarrão, espaguete) já que essas estão acostumadas aos mesmos alimentos;
02- No momento da distribuição dois professores identificados no relatório da profissional, reclamaram para as merendeiras que o macarrão estava “duro” sendo que as crianças “não iriam aceitar”. Ato contínuo, vieram a fiscal da merenda sra. Guilhermina e a diretora da unidade, sra. Gisele verificar se tais fatos eram verdadeiros.
03 – Entretanto, como é de praxe, as mesmas constataram que os alimentos estavam próprios para o consumo;
04 – Reiteraram ainda de que as colaboradoras da cozinha são orientadas a efetuar o cozimento dos alimentos do berçário em panelas em separadas e apropriadas, com o maior tempo de cozimento;
05 – Ainda verificaram que as crianças não tinham quaisquer dificuldades para a mastigação dos mesmos;
06 – Ainda reitera-se de que somente existe a troca do cardápio quando existe anuência da secretaria Municipal de Educação, ou ainda, quando não recebem frutas que está anotado no cardápio, sendo previamente comunicado o mesmo órgão de ensino;
07 – Por fim, tais informações não são de conhecimento dos professores, gerando assim, divergências nas informações.
Ante ao exposto, esclarecidos os fatos, coloca-se ao inteiro dispor e desde já convidando esse conceituado periódico para conhecer toda produção e distribuição dos alimentos na rede municipal de ensino.”

Ass: Fernando Glacon – gerente – PRM
(Transcrito Ipsis Litteris)

Compartilhe: