Home Opinião Copom (Centro de Operações da Polícia Militar)

Copom (Centro de Operações da Polícia Militar)

Pensamento do Dia:
“Quando se vai procurar algo e na sua busca se investem tempo e energia, é preciso o auxílio do conhecimento para não relegar a intenção ao acaso”. (Carlos Bernardo González Pecotche)

A permanência do Copom em Itajaí foi comemorada como vitória na câmara municipal. A confirmação foi dada pelo comandante do batalhão itajaiense, tenente coronel Altair Derner Filho, e pôs ponto final à novela da transferência do serviço para Balneário Camboriú. Itajaí é sede de uma região metropolitana e não pode perder sua importância e sua representatividade política, declarou o presidente da câmara, Luiz Carlos Pissetti.

Acidentes com motociclistas
Os acidentes de trânsito envolvendo motociclistas estão se transformando num problema de saúde pública. De acordo com dados da polícia Militar, foram 3286 ocorrências em 2010 nas rodovias municipais e estaduais catarinenses. Com base num cálculo da PUC de São Paulo, estima-se que foram gastos mais de R$ 160 milhões no atendimento e recuperação das vítimas destas colisões. Nas rodovias federais, ano passado, a polícia Rodoviária registrou 104 mortes.

O governo de Santa Catarina…
…está preocupado com a situação e lançou uma campanha de conscientização voltada à direção responsável, com o lema “Pense na sua família. Volte vivo para casa”. O risco de um jovem morrer no trânsito catarinense é 160% maior do que a média brasileira. O estado é o segundo colocado em número de mortos por acidentes de trânsito: são cerca de 110 pessoas por dia.

Proporções
Com o crescente o número de motocicletas nas ruas – são 664.933 contra 2.014.449 carros -, sobe também o número de acidentes em que elas se envolvem. Por isso, estão no foco da campanha do Deinfra e da secretaria de Infraestrutura. Os anúncios buscam o impacto, com imagens de crianças feridas, reforçando que as famílias são as principais vítimas das colisões.

Além do aspecto humano
O governo do estado vê o problema como uma questão de saúde pública. Os acidentes com motos são muito numerosos e, em geral, as vítimas sofrem fraturas graves que exigem um longo período de tratamento, com custos elevados. Uma diária em UTI, por exemplo, custa em média R$ 2 mil. A conscientização dos motoristas pode, assim, representar uma economia para o contribuinte.

BR-101 sul – uma eternidade
Comitiva catarinense para cobrar do DNIT a duplicação do trecho sul da BR-101 foi a Brasília. Governador Colombo reiterou que a duplicação do trecho sul da 101 deve ser finalizada o mais rápido possível, já que é a estrada de maior movimentação socioeconômica do estado, envolvendo trânsito de mercadorias, turismo e a principal via de deslocamento de pessoas.

Infelizmente, a BR-101 sul…
…é um entrave para o desenvolvimento econômico de Santa Catarina. Muitas empresas deixam de se instalar na região pelas condições da rodovia. Levantamento da FIESC, em dezembro de 2010, diz que as obras não ficarão prontas antes do segundo semestre de 2015.

Rodovia SC-470
A mobilidade urbana na região de Blumenau será melhorada com a retirada do tráfego de longa distância do atual traçado da SC-474 (BR-470 – Vila Itoupava). O Deinfra lançou edital para contratação de consultoria responsável pelo projeto de implantação da rodovia, com 19,5 km.

O traçado atual…
…está congestionado com o adensamento urbano na região. Será deslocado o eixo da estrada mais para o leste, menos urbanizado, e feita a ligação com a via expressa de Blumenau, conforme afirmou o presidente do Deinfra, Paulo Meller.

Compartilhe: