Home Notícias Economia Blindagem de carros acompanha aumento da violência no país

Blindagem de carros acompanha aumento da violência no país

SEM LEGENDA

O au mento da violência urbana tem feito os brasileiros, principalmente a classe média, buscar mais segurança para andar nas ruas. Com isso, o ano de 2016 registrou, segundo informações recentes, obtidas junto ao Sistema de Controle de Automóveis Blindados do Exército Brasileiro, 18.865 blindagens de carro em todo o país.
Uma alta de mais de 60% em dois anos, considerando os últimos dados disponibilizados pela associação Brasileira de Blindagem (Abrablin), de 2014. São Paulo é, disparado, o estado com o maior número de processos realizados, com 12.097 veículos. Santa Catarina aparece em 11º lugar.
Os números recentes demonstram a grande preocupação da população com segurança e vão ao encontro às últimas informações publicadas pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que apontam para um crescimento de 14,22% no número de assassinatos em um período de 10 anos (2005 a 2015).
Segundo o especialista em segurança e blindagem de veículos, Glauco Splendore, da Splendore Blindagem, a falta de políticas públicas tem feito com que, cada vez mais, a própria população invista em segurança particular e a blindagem tem sido uma forma de garantir a proteção à família.
“O setor de blindagem deverá crescer, para este ano, cerca de 15 a 20% em consequência deste sentimento de insegurança em ascensão”, opina. Hoje, o Brasil é líder mundial na frota de veículos blindados, com mais de 160 mil carros usados por civis, segundo os últimos dados divulgados pela Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Confira os dados oficiais do Exército sobre o número de blindagens no último ano:
Segundo dados do exército, foram blindados mais de 18,5 mil veículos 
em 2016

Quantidade de blindagens por estado

SP 12097
RJ 2917
CE 1274
MG 492
RS 420
PE 340
PR 323
PA 207
BA 169
GO 141
SC 75
DF 58
AM 56
PB 51
ES 48
RN 48
MT 43
MS 24
PI 22
MA 19
SE 16
AL 13
TO 6
AC 3
RO 2
AP 1
   
TOTAL 18.865

Compartilhe: