Home Colunistas O mundo gira INSS: O mito do rombo

INSS: O mito do rombo

A canalha golpista que se apoderou do governo usurpando o poder democrático das urnas que elegeram Dilma com 54,4 milhões de votos, num congresso de 61 senadores vende pátrias travestidos de juízes, de julgadores, substituíram, roubaram, usurparam 54,4 milhões de brasileiros que votaram em Dilma.
Agora essa camarilha entreguista quer mexer nas conquistas dos trabalhadores, como a CLT, o SUS e o INSS, entre outros. Em relação ao INSS sofismam e mentem dizendo que “há um rombo no cálculo das finanças previdenciárias”. Tudo mentira, desculpas para atingir de morte um sistema previdenciário que beneficia as classes trabalhadoras.
É uma proposta do Vice Traidor, agora presidente usurpador, “eleito” indiretamente por 61 senadores entreguistas, que se arrogaram no direito de substituir 54,4 milhões de eleitores, que mentem, mentem descaradamente sobre “os rombos” na previdência, no INSS.
Em 2015, a seguridade social teve uma receita de R$ 707,1 bilhões, receita proveniente da Contribuição Previdenciária, COFINS, CSLL- Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, PIS/PASEP e outras fontes. Já as despesas alcançaram um total de R$683,1 bilhões, despesas essas provindas da saúde, benefícios previdenciários, bolsa família, benefícios assistenciais e outras despesas; portanto tivemos um saldo positivo de R$ 24 bilhões. Rombo aonde? Só se for no fiofó dos golpista!
Os números acima desmascaram o discurso dos golpistas que querem ferir de morte o INSS, mentindo que existe um rombo na previdência.
É preciso sim que o governo cobre os 500 maiores devedores da previdência cuja soma é astronômica e ningém fala nada, assim como a sonegação fiscal que beira A MODESTA CASA de R$ 1 trilhão. Com a palavra os mentirosos!
Essa cacalhada de elitistas reacionários que quer mexer nas conquistas sociais dos trabalhadores, na CLT e no INSS, será derrotada nas barricadas das ruas. Uma bastilha será instaurada no país para travar as intenções, os desmandos dos inimigos do povo.
Que não se atrevam!
Fonte: Denise Gentil, Economista de UFRJ, A Política Fiscal e a Falsa Crise da Seguridade Social (Tese).
(*) Engº Agrº Valdir Izidoro Silveira, jornalista e Especialista em Planejamento e Desenvolvimento Regional-ILPES/CEPAL/ONU-IPARDES-PR.

valdir izidoro silveira
Valdir Izidoro Silveira é engenheiro agronômo, jornalista e especialista em Planejamento e Desenvolvimento Regional-ILPES/CEPAL/ONU-IPARDES-PR.
Compartilhe: