Esporte

1822 – Este é o endereço da tão misteriosa sede da secretaria dos velhinhos de Balneário, um verdadeiro bunker. Há mais de um mês, vi o secretário Dão Koddermann acessando o estacionamento com seu carro. Chamou minha atenção porque havia uma enorme faixa de “vende-se” ou “aluga-se” na mansão. Imaginei que o Dão teria comprado ou alugado, mas não. Esta semana foi confirmado que a casa é a sede da secretaria. Desde que vi o Dão acessando a garagem, a casa continua fechada, sem identificação, com os portões sempre fechados.

1811 – A placa desmaiou há um tempinho já em um sono profundo sobre o mato e entulhos que grassam no passeio público.

1,47
A responsável pelo estacionamento rotativo de Balneário Camboriú comunica que o preço da hora será de R$ 1,47 a partir de amanhã. Veja bem: 1,47! A repercussão é péssima! Usuários afirmam que exigirão o troco e o pau vai roncar. Conforme fonte da prefeitura, o prefeito ERD seguiu o índice que definiu esse valor. Ele deve ter cartão de graça, porque, convenhamos: que falta de sensibilidade! Majora para 1,50 ou desce para 1,45. Isso é BC.

30
Este é o número de andares aprovados para o chique prédio que pretendem levantar em terreno da marina. O local já é bem estranho porque está bem na margem do rio, mas isso é nada. O rolo está em a construtora comercializar apartamentos em andares superiores aos tais 30 aprovados em BC.

74
A construtora apostou no futuro, valendo-se de uma lei com data posterior ao projeto aprovado do prédio. E saiu vendendo apartamentos para celebridades. Dos originais 30, o prédio saltou para 74 andares, mesmo sabendo que a lei aprovada não retroage.
O prefeito ERD andou enviando projeto de lei para esquentar a proposta. Mas a coisa estourou quando um jornal de circulação local estampou dois documentos emitidos pela secretaria do Meio Ambiente no mesmo dia: um não autorizando a licença, outro autorizando. Resultado: o caso caiu nas mãos do MP, que anda chamando testemunhas. Muito provável que ficará em 30 andares.

Descongelado
Lembra quando comentei aqui sobre a avenida das Nações? Pois então. Em reunião realizada na segunda-feira, o secretário do Planejamento – sim, secretário do Planejamento Fábio Flôr – anunciou que a prefaprefeitura não tem mais interesse na avenida e anunciou que os terrenos por onde iria passar a via serão descongelados. O anúncio repercutiu mal. O PSD lançou nota de repúdio à decisão, e entre quatro paredes, dois empresários classificaram o desfecho como absurdo. Planejamento não existe neste governo. Sobre outra avenida, a Tortinha, não bateram o martelo ainda, mas da mesma forma, a prefeitura teria desistido dela. Lamentável.

Segue…
… o baile. Alex Serrão, assessor de Elizeu Pereira, é o novo sub-prefeito do sul do rio. Mais: João Passos nem bem esquentou a cadeira e já não é mais diretor.

Coluna do Bola
É editor da revista Photos e Imagens e já assinou a coluna Canard, do jornal Página 3.
Compartilhe: